Resenha: Confissões - Kanae Minato

03 abril 2020


Edição: 2
Editora: Gutenberg
ISBN: 9788582355732
Ano: 2019
Páginas: 192

Compre: AQUI
Sinopse: Seus alunos mataram sua filha. Agora ela quer se vingar.
O mundo da professora Yuko Moriguchi girava em torno da pequena Manami, uma garotinha de 4 anos apaixonada por coelhinhos. Agora, após um terrível acontecimento que tirou a vida de sua filha, Moriguchi decide pedir demissão.
Antes, porém, ela tem uma última lição para seus pupilos. A professora revela que sua filha não foi vítima de um acidente, como se pensava: dois alunos são os culpados. Sua aula derradeira irá desencadear uma trama diabólica de vingança. Narrado em vozes alternadas e com reviravoltas inesperadas, Confissões explora os limites da punição, misturando suspense, drama, desespero e violência de forma honesta e brutal, culminando num confronto angustiante entre professora e aluno que irá colocar os ocupantes de uma escola inteira em perigo.
Com uma escrita direta, elegante e assustadora, Kanae Minato mostra por que é considerada a rainha dos thrillers no Japão.
Você nunca mais vai olhar para uma sala de aula da mesma maneira.

Que leitura foi essa??? Ainda estou chocada com este livro.
Comprei esse livro porque estava em promoção e eu gostei da capa (sim, às vezes eu compro o livro pela capa, claro que leio a sinopse antes). Decidi ler assim que chegou, e não me arrependi, que leitura perturbadora.
Aqui não vamos encontrar cenas sangrentas ou um grande vilão, mas vamos encontrar algo muito pior... a maldade do ser humano, a dor de perder um filho e a devastação que uma vingança pode causar nas vida de famílias inteiras.
" Ouvimos tanta gente falar de famílias abusivas que corremos o risco de achar que todas as crianças são maltratadas em casa. Mas a verdade é que a maioria das crianças de hoje em dia é paparicada e mimada. Os pais imploram e só faltam ajoelhar para que os filhos estudem, comam ou o que for."
O livro conta a história de Yuko Moriguchi, uma professora que cria a filha sozinha, se dedicando totalmente à ela, até que um acidente tira a vida da garotinha, e Yuko resolve largar o trabalho e ir embora. No seu último dia de trabalho, ela se despede de seus alunos, mas antes conta sua história, e tudo sobre a morte de sua filha... Começa ali sua vingança!
Com capítulos narrados por personagens alternados, entre eles os alunos A e B, a autora nos dá a oportunidade de saber o que se passou com cada um desde a morte da garotinha até o momento presente, causando ainda mais assombro sobre o que aconteceu.
"Eu o subestimara. Um rato acuado sempre morde o gato, e havia idiotas por todo o japão fazendo coisas inimagináveis só por terem sido desafiados."
O ponto principal do livro é a vingança e a maneira como essa vingança foi executada é simplesmente sombrio. Em momento algum consegui julgar as atitudes de Yuko, acredito que ela agiu, mesmo de maneira errônea, por amor a filha.
Mas senti tanta raiva de outros personagens que me vi aceitando coisas que em outros momentos eu acharia horrível, o que mostra o quanto a autora acertou em mexer com os sentimentos tão fortes como o laço entre mães e filhos.
"Durante essa confissão repugnante, a expressão de Naoki não mudou. Mas quando ele terminou de falar, uma expressão quase alegre brotou no rosto dele. Levantei de súbito, fui até a pia e vomitei sem parar."
Apesar de tratar de uma cultura diferente, o livro traz temas pertinente para todos, como o bullying, o preconceito, a adolescência com todas as suas mudanças, a relação entre pais e filhos e até onde isso pode influenciar em suas vidas.
Foi a primeira vez que li algo da literatura japonesa, no começo senti a diferença na estrutura do texto, mas como a narrativa é muito fluida, logo me acostumei e a leitura foi bem proveitosa; foi uma chance de ler algo diferente do que estou acostumada.
Leiam, e espero que gostem da leitura tanto quanto eu gostei.








Sobre a autora:




Kanae Minato é uma antiga dona de casa e professora que escreveu Confissões entre uma tarefa e outra. O livro vendeu mais de três milhões de cópias no Japão, onde recebeu vários prêmios literários e foi adaptado para o cinema em um filme pré-indicado ao Oscar. Confissões também foi selecionado como um dos dez melhores livros de suspense de 2014 pelo Wall Street Journal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário