Resenha: A Cidade Fantasma (Retirantes - Parte 2) - Daniel Pedrosa

17 fevereiro 2020

Edição: 1
Editora: Colina
ISBN: B084KMD18F
Ano: 2020
Páginas: 128

Compre AQUI 
Sinopse: Em meio ao caos de um mundo devastado por criaturas sombrias, Joaquim e sua família encontram um refúgio seguro, capaz de manter afastado todo o perigo.Mas este novo mundo é frágil e uma ameaça diferente espreita seus muros.
Em uma cidade que cheira a morte e desespero um grupo de exploradores é a única chance que todos tem de saber sobre a verdade que ameaça este paraíso.
“A Cidade Fantasma” é o segundo volume de uma fantástica distopia que transformou o nordeste do Brasil em um mundo de perigos e mistérios capazes de revirar seus pensamentos.
Você não vai conseguir tirar os olhos da tela até chegar a última página...

Leia a resenha do primeiro livro aqui:



Partindo de onde o último livro parou, Joaquim e seus filhos conseguem chegar na Colônia e lá permanecerem. Mas o que a princípio parece ser a salvação, pode não durar tanto tempo assim.
Logo no prólogo, somos inseridos na trama que vai reger essa segunda parte - Breno está preso em algum lugar, sendo obrigado a lutar para continuar vivo. Sua esperança é que seus raptores cumpram sua palavra e o libertem assim que ele vencer a luta, mas não é o que acontece.
"Depois de quase seis meses vivendo dentro dos muros de vidro que rodeavam os mais de quinhentos mil metros quadrados de vale, sua aparência era totalmente diferente daquele homem magro e fraco que havia enfrentado a fome e os perigos do sertão semimorto."
Logo em seguida, passamos a acompanhar Joaquim em sua nova vida na Colônia, um lugar seguro, que conseguiu criar uma comunidade ativa e manter os Biômatos afastados. Por falar em Biômatos, neste volume vamos descobrir mais sobre eles também.

Como um todo, não consigo -ainda- dizer que não me surpreendi. Algumas partes me deixaram apreensiva, outras curiosa, mas em nenhum momento enfadada pela leitura. A escrita do autor continua sendo descritiva e sucinta, sem muitos preâmbulos, com foco total nos personagens e nos acontecimentos.
"Joaquim olhava para a casa onde as crianças dormiam pensando na vida maravilhosa que os três tinham vivido nos últimos meses e nos riscos que aquela convocação trazia para o futuro."
Retirantes parte 2, é a continuação que o leitor esperava, trás algumas respostas e muitas outras perguntas. Como toda distopia, sempre temos alguém que quer guerra a todo custo e aqueles que querer também, a todo custo, evitá-la. E o livro termina assim, com esse gancho maravilhoso que faz o leitor desejar desesperadamente a parte 3.
"As cidades eram talvez os lugares mais perigosos deste novo mundo e todo o cuidado era considerado insuficiente. Em outras visitas aquele lugar, ele mesmo presenciara lutas mortais por pedaços apodrecidos de comida, armadilhas e corpos abandonados. A humanidade havia de fato decaído a um nível que os levara até quase a idade da pedra. Os Biômatos destruíam tudo ao redor e os poucos que sobreviviam por vezes se viravam uns contra os outros."
Convido vc, leitor, a conhecer essa história e viajar para o Nordeste brasileiro a procura de um lugar seguro, onde os Biômatos não o encontrem! <3


Sobre o autor:



Daniel Pedrosa é engenheiro e escritor, iniciou sua trajetória literária em 2007 com a publicação do Romance “No Relógio da Colina” pela editora Novo Século. Neste mesmo ano recebeu seu primeiro premio literário com o conto de mistério intitulado “O Espírito da Floresta”.



Nenhum comentário:

Postar um comentário