Resenha: Surpreendente - Maurício Gomyde

22 setembro 2018


Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580578089
Ano: 2015
Páginas: 272
Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente.O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro.
O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso.
Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme - a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração.
A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Resenha por Graça Simplício


Pedro é um jovem cineasta que tem objetivo de filmar um roteiro magnífico, surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro. No entanto ele não tem a mínima ideia de por onde começar.
Sendo assim, decide fazer uma viagem com seus amigos Fit, Mayala e Cristal a garota por quem está apaixonado.
"Nunca, jamais, em tempo algum, persigam a grande viagem da vida sem uma trilha sonora cheia de clichês escolhidos a dedo."
Pedro segue enfrentando vários desafios, vivendo o drama da cegueira eminente, a separação de seus pais, alguns segredos à muito guardado que lhe causam ainda mais sofrimentos, ele segue seu destino contando com a sorte e a ajuda dos amigos.

Maurício tem uma escrita gostosa e suave, Pedro, seu personagem principal, é muito determinado. Ele tem um amor pela vida que é difícil encontrar na vida real, quiçá em livros fictícios! rsrsrsrs
A narrativa é maravilhosa e leve, tente para o lado mais cômico e isso deixou minha leitura mais fluída e rápida. Mas não pense que tudo são flores - Pedro passa por algumas partes mais tenebrosas e, a narrativa do autor nos deixa tão próximos do protagonista que sentimos seus anseios como se fossem nossos.
"Nossa vida é feita de um monte de momentos esquecíveis, entremeados por pouquíssimos inesquecíveis. Por que não darmos a nós mesmos o presente de tentar viver um inesquecível?"
A capa é muito bonita, condiz com o enredo e o título não poderia ser tão perfeito para obra. Também possuí divisor de capítulos simples, folhas amarelas e letras em tamanho confortável para leitura. Gostei muito dos pequenos detalhes incrementados na edição: os capítulos possuem números e são azuis, dando um destaque lindo para o livro. 
Convido você a viajar nessa história, relembrar os grandes clássicos do cinema, as melhores músicas de todos os tempos e desvendar os mistérios que envolvem esse jovem. Venha se emocionar, rir e chorar.
Como diz o próprio Pedro, quem tem um porquê, enfrenta qualquer como. Um livro realmente surpreendente! Super recomendo!
"Se uma pessoa passar toda a existência sem fazer algo realmente excepcional por um amigo, a vida não terá valido a pena..."


Sobre o autor: 





Maurício Gomyde nasceu em São Paulo e desde os três anos de idade vive em Brasília - "disparado a cidade mais bonita do mundo". Surpreendente! é seu sexto romance. Além de escritor, ele também é compositor e baterista.






Um comentário:

  1. Les créations d'Urwerk sont bien connues pour défier les conventions horlogères, et la série UR-100 continue de faire exactement cela,replique breitling en observant un aspect du passage du temps qui était auparavant imperceptible. Le dernier UR-100 a été fabriqué à partir d'un bloc solide d'or jaune 18 carats. Urwerk a travaillé avec des métaux précieux comme l'or rouge dans le passé,replique cartier mémorablement sur des montres comme les UR-110 et UR-103, mais la marque est bien mieux connue pour produire ses créations d'avant-garde en acier et titane, les métaux tous les trois des précédentes versions de l'UR-100 ont été réalisées. C'est pourquoi l'UR-100 en or jaune,replique hublot avec son boîtier au fini mat brossé concentriquement, est si distinctif visuellement et représente un changement de conception par rapport aux versions UR-100 précédentes.

    ResponderExcluir