Resenha: Ponto Cego - Déborah Aviaras

21 maio 2018

Edição: 1
Editora: Bezz Editora
ISBN: B01HIL8P78
Ano: 2016
Páginas: 205

Compre AQUI

Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Eu, Hector Samaris, sou neto e filho de banqueiro, não poderia ser outra coisa na vida, mas não herdei só a profissão, herdei o modo de encarar a vida. Sou implacável nos negócios e na vida, comando meu banco com mãos de ferro, sou frio e calculista, nada me possui, eu é que possuo o que quero. É assim que sou conhecido, alguns chegam a afirmar que não tenho sentimentos. Mas uma trama do destino fez com que as coisas tomassem outro rumo. Aconteceram duas coisas na minha vida, uma boa e outra ruim, e de repente tudo perde o valor. Dinheiro e poder já não tem a menor importância, tudo fica sem sentido. O que eu quero o dinheiro não pode comprar. O que eu preciso não está à venda. Eu caio na minha própria armadilha. Eu mesmo ergui um muro ao meu redor, teias de mentiras se formaram em torno de mim, não me restando muitas opções. Estou no fundo do poço...


Quando li a sinopse desse livro, não imaginei que odiaria tanto o personagem principal. Bem, pelo menos o livro serviu a seu propósito: me entreteu tanto que eu adorava cada golpe que a vida dava em Hector! rsrsrsrrs
"Mulher é a criatura mais perversa do mundo, quando quer pisar em alguém ela sabe exatamente o que fazer."
A sinopse é bem falha neh? É o Hector se vangloriando e assumindo que é um maldito em todos os sentidos. Pois bem, é isso mesmo. Não pense que ele é o santinho da história, porque não é.
Hector é aquele homem fútil, mandão, possessivo, manipulador, asqueroso... enfim, pense em todos os defeitos que uma pessoa pode ter, Hector tem todos! Herdeiro de uma das maiores fortunas dos Estados Unidos, Hector tem 35 anos e já foi casado duas vezes, das quais saiu imune ao amor. Mas o destino apronta para Hector e quando ele conhece Rachel, as coisas podem mudar... para melhor ou para pior!
"Eu não posso ficar sem ela e vou usar de todos os métodos que conheço, e não importa se forem sujos, baixos e inescrupulosos."
Confesso que me encantei com a escrita da autora. Escrever como homem já deve ser difícil, mas criar um homem que vc quer matar e amar a todo momento, deve ser mais difícil ainda! Hector é um desgraçado, mas me peguei sentindo pena dele, acredita? srsrsrsrrsrs
A narrativa em primeira pessoa ajudou a sentir muito mais amor/ódio pelo personagem. O leitor se identifica mas também reprime as atitudes dos personagens. Sim, Hector é um FDP completo, mas Rachel também não é lá essas coisas. Como mocinha da história, a achei bem sem sal e com algumas atitudes inusitadas e até mesmo infantis. Gostei mesmo da canalhice de Hector e de suas burradas. Ri muito, mas também senti raiva.
"O amor é algo que te limita e ao mesmo tempo te liberta, é contraditório por si só."
A edição da editora está muito bem feita. A capa condiz com o enredo apresentado e a diagramação simples mas bem feita. Parabenizo a autora pela história maravilhosa e a editora pela edição também maravilhosa. Do mais, só posso indicar gente. Leiam e deliciem-se ao odiar Hector! rsrsrsrsrs



Sobre a autora:


Déborah Aviaras é filósofa de formação, mas não chegou a exercer a profissão, preferiu cuidar dos filhos. Coisa que nunca se arrependeu, pelo contrário, tem orgulho de ver a evolução deles como pessoas conscientes de seu papel no mundo.
A dona de casa deu lugar à escritora em 2013 quando decidiu escrever um conto, e depois outro e mais outro. E nascer o livro foi o passo seguinte. Publicou seu primeiro livro CLARA COMO A LUZ DA LUA de forma independente e viu nas redes sociais a forma mais rápida de divulgação e interação com seus leitores. Depois escreveu o livro CORAÇÃO ADESTRADO que a possibilitou ir a Bienal do Rio em 2015. Ainda escreveu QUANDO O AMOR ACONTECE (livro de época), ELA É BÁRBARA e seu último livro PONTO CEGO.
Ela vive em Teresina com marido, filhos e seus filhotes de quatro patas!