Resenha: Escândalos de Elisabeth (A Família D'Arsac #1) - Eléonore Fernaye

25 maio 2018

Edição: 1
Editora: Bezz - Leque Rosa
ISBN: 2811210717
Ano: 2016
Páginas: 226


Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Paris, 1778. A bela Elisabeth Arsac atrai milhares de olhares, porém, esta jovem mulher rejeita todos os pretendentes, porque quer preservar sua independência e evitar as inconveniências do casamento. No entanto, em um baile de máscaras, ela cai nos encantos de um americano sedutor, com quem trava uma galante conversa.
Então, ela se joga de cabeça em um caso clandestino, que é interrompido quando ele pede sua mão. Elisabeth não tem a menor intenção de aceitar um marido, mas o destino pode ter decidido de outra forma...



"Seus ideais são elevados e não tem que se envergonhar deles. No entanto, primeiro deve aprender sobre o amor antes de falar dele em termos tão ruins."
Ao ler a sinopse, o leitor já deve pensar: "mais um romance de época onde a mocinha é a frente de seu tempo, quer independência mas acaba se apaixonando e esquece que não queria se casar." Pois bem, neste livro, é mais ou menos isso que vamos encontrar, mas quer saber? Gostei tanto de lê-lo que não to nem aí para as partes clichês. Ri demais com as atitudes de Elisabeth e a achei uma personagem ótima! Também gostei muito da história se passar em Paris. Valeu a pena conhecer os costumes da época.

Elizabeth tem pavor de casamento. Ela tem medo de virar uma esposa submissa e perder sua liberdade. Elizabeth é libertina, mesmo com sua criação cristã. Devido a época em que a história se passa, algumas coisas deixaram a desejar, mas como é um livro de ficção e é um romance de época, não um romance histórico, deixei essas pequenas partes de lado e desfrutei da leitura como um todo.

A escrita da autora é gostosa e Elizabeth é uma personagem que encanta o leitor e nos faz querer saber mais sobre ela. A relação de amor e ódio entre ela e Henry é de arrancar suspiros e de nos fazer subir pela parede. Sim, é um livro hot, possui algumas cenas quentes mas nada despudorado ou com palavras de baixo calão. São cenas excitantes, bem descritas e por vezes, até curtas demais! rsrsrsrs
"Quando tentou castamente desviar o olhar, simplesmente não conseguiu. Cativada, tinha a sensação de estar exposta frente aquele estranho que tanto a incomodava, embora ela não quisesse fugir. Não naquela noite."
Se o leitor pensa que só encontrará um romance água com açúcar ao ler este livro, se engana. Elizabeth é cheia de artimanhas e, para não receber mais propostas de casamento, arruma um noivado de fachada com Henry, mas o que ela não poderia imaginar é que o plano foge do controle, e eles teriam de lidar com um pretendente ciumento, uma conspiração familiar, uma tentativa de assassinato e emoções que eles não estão afim de encarar.

Como um todo, eu adorei a leitura. Não costumo ler muitos livros do gênero, mas sempre tenho sorte nos que me aventuro a ler. Escândalos de Elisabeth passou a ser um dos meus preferidos.
Gostei muito da capa e da edição. Mais uma vez, a Editora Bezz traz um livro de ótima qualidade para seus leitores. Recomendo sim a leitura!
"Ele fez uma careta para o insulto, mas absteve-se de comentários. Era melhor não iniciar uma discussão com a Srta d'Arsac, porque ele sentia que não sairia vencedor."


Sobre a autora:






Eleanor Fernaye é uma autora francesa de romance e tradutora para a Editora Milady.
Ela começou a escrever em um blog aos 20 anos.
Scandaleuse Elisabeth (2013) é seu primeiro romance - (no Brasil, "Escândalos de Elisabeth" pelo Selo Leque Rosa