Resenha: A Química entre Nós - Jéssica Anitelli

18 abril 2018


**Livro cedido pela autora para resenha** 
Sinopse: Prepare-se para muito amor, diversão, segredos e muitas, muitas reviravoltas.A aula vai começar.
Todo mundo quer terminar o Ensino Médio com chave de ouro, alguns começar a faculdade que sempre sonharam, outros levar os amigos pela vida afora, uns poucos aprontar o máximo que conseguir para deixar a sua marca. Só que para Felipe as coisas não andam tão normais assim. Além de seus pais serem professores – e um deles se tornar coordenador da escola – ainda tem de lidar com a eterna rivalidade da sua turma com a da classe ao lado. E como o que é ruim ainda pode ficar pior, Felipe ainda tem de lidar com a bendita Química, com suas intermináveis fórmulas, que não entram na sua cabeça. Como sobreviver a esse ano?
Nesse ano, que para Felipe será inesquecível, ele irá aprender o doce e o amargo caminho para se tornar um adulto. Isso não quer dizer que as coisas mudarão de repente, ou que ele vai se apaixonar pela Química à primeira vista. Mas que a temida matéria vai lhe reservar muitas surpresas, isso vai...
Com um livro leve e divertido, Jéssica Anitelli mostra aos jovens como as coisas que odiamos podem se tornar aquilo que mais amamos.




Quando comecei a ler este livro, me perguntei se eu conseguiria terminá-lo, pois encontrei um protagonista totalmente irritante, infantil e para piorar, adolescente!
Felipe tem 16 anos e cursa o último ano do segundo grau. A história começa com Felipe jogando vídeo game e se sentindo o Batman, o que achei bem divertido, mas depois que o enredo começa a tomar corpo, conhecemos o Felipe de verdade e por diversas vezes, nos irritamos com sua infantilidade.

Independente de sua infantilidade, Felipe é um bom garoto, disso não há dúvidas. Seus pais o criaram bem e lhe deram uma ótima educação. Mas como sabemos, homens demoram mais para amadurecer e Felipe sentirá esse impacto na pele, pois ele se apaixona pela garota mais difícil da escola!
"- Não! - gritei com as mãos na cabeça, realmente desesperado. Aquilo não podia ser verdade, não podia! Vi-me na cena em que o Darth Vader conta para o Luke que é seu pai. Só faltou um buraco se abrir sob os meus pés para que eu despencasse. - Isso não pode ser verdade!"
Anita é uma garota na dela. Logo de cara, assim que é transferida para a sala de Felipe, Anita o ignora e o trata com arrogância. Ela já sofreu muito nas mãos de um cara como Felipe: brincalhão, que não leva nada a sério e ri de qualquer coisa. Por isso, Anita quer distância desse garoto. Mas as circunstâncias - Felipe tirando nota baixa em química - fazem os dois estudarem juntos - pois Anita é expert na matéria. A convivência e o descobrimento de quem eles são, os deixarão mais perto um do outro e a paixão nascerá. Mas, será que Felipe será maduro o suficiente para encarar a verdade que teima em se estampar em seu rosto? E Anita? Deixará se envolver novamente com o mesmo tipo de cara?

Eu adoro quando um livro me surpreende e, sinceramente, gostei de duvidar que este não me surpreenderia. Já conheço a escrita da Jéssica e adoro seus livros. Cada um deles me trouxe um ensinamento diferente e lições preciosas, este não poderia ser diferente: Felipe e Anita são personagens incríveis que sentem na pele os preconceitos que a sociedade impõe. Felipe é negro, tem uma irmã lésbica, um de seus melhores amigos é gay e Cadu, outro amigo de Felipe, é intolerante e machista.
"Gosta de Química? Ficaria feliz em fazer a prova? Quem em sã consciência gosta de Química? Essa menina só pode ser louca. Se bem que é meio japa, dizem que os orientais são muito inteligentes, gostam dessas coisas de exatas e biológicas, né? Afinal, eles que inventaram o Naruto e o Playstation."
Na escola onde Felipe estuda, encontraremos jovens que são descriminados e assediados por serem diferentes daquilo imposto pela sociedade. Felipe foi criado em uma família unida e seus pais sempre apoiaram ele e sua irmã. Felipe sempre soube que seria mais difícil para ela, pois ser mulher, nega e lésbica neste país ainda é um desafio.
Não me surpreendi com as atitudes de Felipe, eu sou capaz de entender e sentir por sua irmã, eu faria o mesmo pela minha.

Mas espere! Não pense que o livro todo é um drama sem fim. Você também vai se divertir com os amigos de Felipe e com as referências que ele faz.
O romance entre os personagens é natural e tem todo aquele clima de descobrimento e aceitação. Adoro isso, não fica forçado e sem nexo.
"Nunca a vi tão serena como naquela hora, entregue ao momento. Eu não conseguia desgrudar a vista dela. Fiquei hipnotizado, aposto que até de boca aberta. A cena era linda. Anita e o violoncelo pareciam um único ser; dançavam com a música, unidos em harmonia. Eu poderia ficar ali admirando-a por muito tempo. Confesso que até um arrepio me percorreu o corpo."
A narrativa em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Felipe faz toda a diferença durante a leitura: Conhecemos o moleque que ele é no começo do livro, vemos ele crescer e se destacar, abrir sua mente e ter outras prioridades. Descobrimos com ele a força do primeiro amor e a dor que o mesmo pode trazer.

O livro como um todo é especial de um jeito único! Nele, encontraremos histórias reais, com sofrimento real. Jéssica trás uma história simples e realista que vale a pena ser lida e divulgada. Se cada adolescente de hoje lesse este livro e se conscientizasse, o bullying não seria um problema nas escolas, ser mulher não seria motivo de deboche, ser amigo de um gay não seria motivo de piadinhas, amar alguém não seria motivo de vergonha...

Enfim, só tenho a indicar essa leitura. Para quem mora em São José dos Campos (eu), ter essa cidade maravilhosa nas páginas de mais um livro maravilhoso é motivo de orgulho!
Só tenho a agradecer a Jéssica por mais essa história linda e com um final surpreendente!
"Afinal, é pedir demais que as pessoas que você ama também possam amar?"
A Química entre Nós será postada gratuitamente no Wattpad a partir do mês que vem (maio). Vou deixar o link AQUI para vcs! Adicione aos seus favoritos e não perca um capítulo dessa história maravilhosa!!!




Sobre a autora: 


Jéssica Anitelli tem livros publicados tanto por editoras quanto de forma independente. É formada em Letras pela Universidade Federal de São Paulo e já trabalhou como professora da rede estadual. Atualmente exerce a profissão de revisora de textos na Editora Poliedro.
Nasceu na cidade de Leme/SP, em 1990, e atualmente mora em São José dos Campos/SP.
Escreve desde os 17 anos quando deu início aos primeiros capítulos da sua obra de estreia no mundo literário, O Punhal, uma história de vampiros dividida em quatro livros que tem como palco sua pequena cidade natal no interior de São Paulo.
Em 2015, deixou de escrever livros eróticos para se dedicar ao jovem adulto, sempre buscando alguma discussão social.