Resenha: Inferno no Colégio Interno - Lemony Snicket

28 dezembro 2017

Edição: 2
Editora: Seguinte
ISBN: 9788535902747
Autor: Lemony Snicket - Pseudônimo de Daniel Handler
Ilustrador:  Brett Helquist
Serie: Desventuras em Serie – Livro 5
Titulo original: The Austere Academy
Ano: 2016
Páginas: 200
Tradutor: Carlos Sussekind

Sinopse:
Nada de aventuras emocionantes com final feliz: Violet, Klaus e Sunny Baudelaire são legais e inteligentes, mas a vida deles está repleta de má sorte e infelicidade. Em Inferno no colégio interno, os três irmãos enfrentam caranguejos, provas hiper-rigorosas e os castigos de um internato.
O colégio se transformou em mais um desastroso episódio de suas vidas horríveis. Desta vez, eles precisam escapar de fungos gotejantes e assistir a recitais de violinos, além de entender o complicado sistema métrico e suportar os exercícios de D.O.R. Violet, Klaus e Sunny têm o poder de atrair desgraças.
Quem gosta de histórias alegres não deve nem abrir este livro, avisa o autor, pois as histórias dos Baudelaire são sempre uma desventura pior do que a outra.


"Inferno no Colégio Interno" é o quinto volume da serie "Desventuras em Serie", precedido por "Mau Começo", "A Sala dos Repteis", "O Lago das Sanguessugas" e "Serraria Baixo - Astral" respectivamente. Para ler as resenhas já publicadas aqui no blog é só clicar nos títulos.


Resenha:
''Se você está em busca de uma história sobre jovens animados que se divertem a valer num internato,bateu na porta errada.Violet,Klaus e Sunny Baudelaire são inteligentes e engenhosos,e você talvez imagine que eles sairiam muito bem no colégio.Mas não foi o caso.''
"Inferno no Colégio Interno" é o quinto livro da serie “Desventuras em Serie”, em que Lemony Snicket  relata a triste trajetoria dos irmãos Baudelaire.
Depois de o “O Lago das Sanguessugas”, da morte trágica de Tia Josephine e do trabalho escravo em a “Serraria Baixo – Astral”, os irmãos são enviados agora para a “Escola Preparatória Prufrock”, já que não foi possível encontrar mais nenhum parente próximo da família Baudelaire que pudesse assumir a guarda das crianças.

Prep Prufrock já se mostra um desastre assim que os três irmãos colocam os pés no lugar e precisam enfrentar o Vice Diretor Nero - um homem terrível e péssimo violinista -, sem contar, é claro, Carmelita Spats, uma desagradável interna que está empenhada em transformar a estadia das crianças na escola ainda pior.
Mas, dos males o menor: pelo menos estão longe do pérfido Conde Olaf. Pois apesar de todos os desmandos do Vice Diretor Nero, ele prometeu para as crianças que seu computador de ultima geração não iria deixar Olaf adentrar os muros da escola.

É também lá que eles encontram algo inusitado: amigos! Os trigêmeos Quagmire também passaram por uma situação semelhante a dos Baudelaire, um trágico incêndio vitimou os pais e o irmão dos órfãos.
Coincidentemente, também foi deixado para os dois uma grandiosa fortuna, na qual só podem colocar as mãos quando atingirem a maior idade. Enquanto isso, passam de lar em lar, sem nunca receber a devida atenção.
Apesar dos pesares e da constante perseguição do vice diretor Nero, os órfãos sentem pela primeira vez na vida um fio de esperança, uma certeza de que a vida pode melhorar e de que nem tudo é dor e sofrimento.
Mas então é contratado um novo professor de educação física para os alunos da Prep Prufrock. O professor Genghis é uma figura peculiar. Dito fanático religioso, ele usa um turbante que cobre toda a sua testa – inclusive as sobrancelhas – e sempre usa tênis de cano alto, que cobre seus tornozelos.
Nem preciso dizer que esse é mais um dos disfarces de Conde Olaf para tentar colocar as mãos nos órfãos Baudelaire e em sua fortuna.
Violet, Klaus e Sunny o reconhecem imediatamente. Mas, como sempre, ninguém acredita nas crianças. Só que dessa vez existe um diferencial: agora Violet, Klaus e Sunny possuem a ajuda incondicional dos amigos Duncan e Isadora Quagmire.
“Você, leitor, sabe muito bem que uma boa noite de sono ajuda a ter um bom desempenho no colégio, e, se você é estudante, deveria cuidar para ter sempre uma noite bem-dormida, a não ser que esteja num capítulo interessante do livro que está lendo, e nesse caso o melhor é ficar acordado a noite inteira e que se dane o aproveitamento escolar.”
“Inferno no Colégio Interno” é o melhor volume da serie, ate então. Nele é acrescido novos elemento e descobrimos mais sobre os irmãos Baudelaire. Também é introduzido novos personagens que dão um novo frescor para a trama que estava se tornando um pouco massante por ser repetitiva. Apesar de pouco trabalhados, a trama indica que esses dois personagens ainda vão ser vistos nos próximos volumes, onde talvez recebam mais atenção e detalhamento de sua própria historia trágica.

Um dos pontos altos de “Desventuras em Serie” é a escrita do autor. Ao iniciar a leitura o leitor percebe que o livro é escrito em forma de dossiê, como se Lemony Snicket fosse um personagem da trama, um observador que acompanha a vida dos Baudelaire de longe e retrata em detalhes para outra pessoa todos os passos dos três irmãos.
Tanto Snicket se torna um personagem, que ele interrompe a narrativa para opiniões pessoais e relatos de experiências próprias. Isso faz com que fiquemos curiosos com alguns detalhes pequenos que ele revela sobre sí mesmo, como é o caso de sua amada (e morta) Beatrice, que aparece religiosamente nos agradecimentos. Neste volume ele fala mais sobre ela e o que significou em sua vida. E gente, é mega interessante. Eu gostaria de um livro só sobre isso.

Enfim, este é sem duvida o melhor volume da serie, pois finalmente a trama se torna mais aventura. Sem contar que o clima de amizade e romance fez toda a diferença. E o fato de, enfim, acontecer alguma coisa boa aos sofridos irmãos, enche nossos corações de esperança.

Eu sou suspeita para falar, adoro esses livrinhos (“inhos” pois todos , ate então, possuem menos de 200 paginas) e mesmo com a trama repetitiva, me pego fisgada pela forma como Lemony Snicket conduz a narrativa.

O livro físico também é muito bonito. Recebi ele em parceria com a editora. Esta é uma segunda edição, que agora saiu com o selo da Seguinte e não mais com o da Companhia das letras.

Assim como a capa indica, todos os volumes dessa serie são voltados para o publico infantil e possuem ao longo da trama ilustrações que retratam momentos vividos por Violet, Klaus e Sunny. É simplesmente encantador, assim como o cuidado que a editora Seguinte teve em todos detalhes, como revisão, diagramação e capa.

Sobre o autor:


Daniel Handler (nascido em 28 de fevereiro de 1970 em São Francisco) é um escritor e cineasta americano. Ele escreveu os romances The Basic Eight e Watch your Mouth. É casado com Lisa Brown, artista gráfica que conheceu na universidade.
Originalmente, Handler utilizava o codinome Lemony Snicket ao invés do seu próprio nome na lista de correio de diversas organizações de extrema direita que ele pesquisava para escrever um de seus livros. Isso se tornou uma espécie de brincadeira entre os seus amigos, que costumavam pedir pizzas sob o nome.