Resenha: Serraria Baixo-Astral - Lemony Snicket

12 outubro 2017

Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788535902105
Autor: Lemony Snicket – pseudônimo de Daniel Handler
Serie: Desventuras em Serie – livro 4
Titulo original: The Miserable Mill
Ano: 2016
Páginas: 176
Tradutor: Carlos Sussekind

Sinopse:
Serraria Baixo-Astral Na opinião de Lemony Snicket, "de todos os volumes que contam a vida infeliz dos órfãos Baudelaire, Serraria baixo-astral talvez seja o mais triste até agora". Alto-Astral é o nome da serraria que serve de cenário para as novas calamidades que Klaus, Violet e Sunny serão obrigados a viver. Trata-se de uma "ironia do destino", pois ali, no meio daquelas árvores derrubadas, daquelas enormes toras de madeira, o que as três crianças vão encontrar é mais uma coleção de coisas horripilantes, tais como uma gigantesca pinça mecânica, bifes do tipo sola de sapato, uma hipnotizadora e um homem com uma nuvem de fumaça no lugar da cabeça. A vida dos Baudelaire é mesmo muito diferente da vida da maioria das pessoas, "a diferença principal estando no grau de infelicidade, horror e desespero"...
Diante desse quadro, algum leitor desavisado pode desconfiar: "Como é que alguém vai se divertir com um livro desses, se as personagens não param de sofrer?!". A pergunta faz sentido, mas é justamente aí que descobrimos um dos melhores segredos de Lemony Snicket, pseudônimo do americano Daniel Handler. Ele leva o exagero às raias do absurdo, faz o realismo perder feio para o mais deslavado faz-de-conta e o resultado não poderia ser outro: um jogo literário incessantemente bem-humorado.

"Serraria Baixo-Astral" é o quarto volume da serie "Desventuras em Serie", precedido por "Mau Começo", "A Sala dos Repteis"e "O Lago das Sanguessugas". Para ler as resenhas já publicadas aqui no blog é só clicar nos títulos.

Resenha:
"Todo mundo e todas as coisas têm um lado bom."
Em a “Serraria Baixo- Astral” vamos continuar acompanhando os infortúnios dos órfãos Baudelaire.
Depois do ocorrido sob a guarda de Tia Josephine em “O Lago das Sanguessugas”, o Senhor Poe entra em ação novamente e descobre mais um parente inusitado das crianças. Desta vez o escolhido para tutor é um senhor de nome impronunciável, dono de uma serraria.

Quando as crianças chegam ao seu novo lar, eles não tem a mínima ideia do que podem encontrar, já que Sr. Poe não se deu ao trabalho de leva-los até lá, somente os largou na estação de trem e seguiu viajem de volta ao seu trabalho no banco.

Paltryville é um lugar horroroso e distante de tudo, o que inicialmente alegra as crianças, já que a probabilidade de encontrar Conde Olaf por lá são mínimas.
Mas essa alegria é momentânea ofuscada pela noticia de que vão precisar trabalhar na serraria junto com todos os outros funcionários. Que por sinal, são pagos com tickets e de almoço recebem gomas de mascar, caracterizando trabalho escravo.


Como já era de se esperar, este livro segue o padrão dos anteriores, mesclando em uma leitura voltada para o publico infantil, mistério, suspense, aventuras e diversos desafios que precisam ser superados para que o trio de irmãos consiga continuar longe das garras do ambicioso e cruel Conde Olaf e manter-se juntos.

No geral, apesar de todos os livros apresentarem certo grau de crueldade para com os irmãos Baudelaire, este volume foi o mais impactante. O autor aborda a exploração infantil com maestria, apesar da forma bastante fantasiosa, como é a característica de sua escrita.

Um ponto que também sempre me encanta nestes livrinhos é a diagramação bem elaborada e a qualidade do trabalho da editora, que é impecável. Sem contar, é claro, que as ilustrações que permeiam o livro deixam a leitura ainda mais divertida e agradável, apesar de se tratar de um livro com o fundo trágico.

Sobre o autor:

Daniel Handler (nascido em 28 de fevereiro de 1970 em São Francisco) é um escritor e cineasta americano. Ele escreveu os romances The Basic Eight e Watch your Mouth. É casado com Lisa Brown, artista gráfica que conheceu na universidade.
Originalmente, Handler utilizava o codinome Lemony Snicket ao invés do seu próprio nome na lista de correio de diversas organizações de extrema direita que ele pesquisava para escrever um de seus livros. Isso se tornou uma espécie de brincadeira entre os seus amigos, que costumavam pedir pizzas sob o nome. Como Lemony Snicket, Handler escreve uma série de livros chamada Desventuras em Série, sendo que Snicket faz parte de história assim como seus irmãos e a mulher que amava.