Resenha: Manual de Sobrevivência ao pé na bunda - Patty Trigo

25 setembro 2017


Edição: 2
Editora: Mundo Uno Editora
ISBN: 9788567218199
Ano: 2017
Páginas: 28

Compre AQUI.
Sinopse: "Com o Manual de Sobrevivência ao Pé na Bunda, Patrícia Trigo debuta de forma divertida, irreverente e inteligente, proporcionando um alívio para quem está de coração partido. Ansiosa pelos próximos trabalhos dela." Bianca Carvalho, autora de Horas Noturnas e Alvorada
"Esse manual é uma inspiração para todo mundo que está perdido depois de uma separação e não sabe por onde começar." Josy Stoque, autora da Trilogia Puro Êxtase
"O fundo do poço não é um bom lugar para se ficar. Patrícia Trigo nos dá o mapa, a lanterna e a motivação necessária para sairmos do buraco e resgatarmos a mulher incrível que está por baixo do sofrimento." Vanessa Bosso, autora de Chuta que é Carma e Agarra que é Amor

"Saber tirar lições do sofrimento é uma grande sabedoria. Nada ensina mais do que a nossa dor."
É fato que as mulheres sentem tudo com mais intensidade, certo? Então, vem cá e vamos conversar um pouquinho sobre esse livro que além de fofo, é muito instrutivo! rsrsrsrs

Manual de Sobrevivência ao pé na bunda é um livro de autoajuda. Mas espera, não é aquele livro chato, que fica te dando 1001 maneiras de sair da merda em que você está. Patty Trigo criou um livro lindo, com frases e sentenças que nos farão pensar e sentir de maneira diferente, afinal, quem nunca levou um pé na bunda, né?
"A dor é ruim, mas ela te torna real. É impossível sobreviver à guerra deixando as cicatrizes para trás."
Confesso que a capa do livro e o título me chamaram mais a atenção do que o conteúdo, mas assim que comecei a ler, me vi revivendo os "pés na bunda" que já tomei na vida, e acredite, cada palavra escrita aqui é verdade. Patty te dá dicas e te faz enxergar que, enquanto você não se valorizar, nada de bom voltará a acontecer.

Além de ser um livro instrutivo, Manual de sobrevivência ao pé na bunda também é fofo e divertido. As ilustrações no interior são livres de cor, então, enquanto você lê pode ir pintando e se divertindo enquanto o faz. Por falar em ilustrações, essas são lindas e condizentes com a proposta do livro, levando o leitor a sentir o que está lendo.
"Já se deu conta de como achamos lindas histórias de amor com sofrimento? Temos incutido em nossos registos mentais que o amor é verdadeiro quando é sofrido. (...) Mas tenha em mente, o amor de Romeu e Julieta é imortal por nossa causa. Você pretende prolongar o seu sofrimento ao túmulo também?"
Só posso indicar. Patty Trigo escreve para mulheres atuais e para aquelas que se sentenciam após um término. Mesmo você, leitora, não passando por isso no momento, irá gostar da leitura e guardará para sempre essas dicas.


Avaliação: 



Sobre a autora: 







Patrícia Trigo é formada em direito, mas sua resiliência inspirou seu caminho até a literatura. Seu livro de estreia é a maior prova que metas definidas alcançam a realização. Este é o início de uma longa jornada a caminho do autoconhecimento e da conexão com o mundo que almejamos.