Resenha de Contos: A Dama Noturna (Fragmentos de Grinmelken) - Leandro Radrak

27 julho 2017



Edição: 1
Editora: Amazon
ISBN: B071FVGXRP
Ano: 2017
Páginas: 12
Compre: E-book Kindle
Sinopse: A Dama Noturna nos traz um dos fragmentos mais sombrios de Grinmelken: A semi-deusa, filha da Morte, conhecida pela alcunha de Oráculo Sombrio. Capturada e amaldiçoada, agora ela traz profecias para quem se arrisca a procurá-la e a pagar seu preço.Em meio ao suspense, você está diante de um fragmento deste mundo fantástico-Medieval chamado Grinmelken, cenário que sediou os livros, sucesso de vendas, da Trilogia Legado Goldshine e Garras de Grifo.
Acomode-se e tenha uma ótima leitura.
Os acontecimentos aqui descritos ocorrem antes da trilogia Legado Goldshine, mas depois do livro Sombras da Morte. Sua leitura independe do conhecimento prévio do mundo ou livros de Grinmelken.




A Dama Noturna faz parte de uma série de contos que engloba o mundo de Grinmelken. Neste conto, como a sinopse diz, vamos conhecer a Dama Noturna, filha da Morte, conhecida como Oráculo Sombrio.
"Era para ser assim, uma luta honrada entre homem e monstro. Uma luta solitária entre o Bem e o Mal."
A história começa com um rapaz narrando sua empreitada contra um ser maquiavélico que assola a Vila do Lago onde o mesmo reside. O rapaz (não direi seu nome para não dar spoiler do que acontece), nos conta como soube que seria ele a derrotar Maherbal.

Logo em seguida, somos apresentados a Dama Noturna e a mesma nos conta sobre seu cativeiro e sobre a moeda de troca que ela solicita por dar previsões para aqueles que ousam entrar em sua "cela".
"Quando a prata reflete meu semblante, posso relembrar no que me tornei. Antes, como uma Guia dos Mortos, eu assumia diversas formas para agradar as almas que deviam me acompanhar. A mais comum era a bem quista pelos elfos: A bela mulher de longos cabelos negros e pele alva, a noite eterna para o dia que a vida representava.
Mas o cativeiro deturpou-me e minha aparência corrompeu-se junto da razão. De guia, fui feita oráculo, presa entre este mundo e o outro por um ritual profano que roubou minha liberdade, meus dons e, dizem, minha sanidade."
Não conheço o mundo de Grinmelken, tenho muita vontade de conhecer os livros do autor, mas o mesmo acabou colocando muito medo em mim quando descrevia suas obras. Acabei optando pelos contos disponíveis na Amazon e confesso que me surpreendi! Gostei muito da narrativa e de como o autor, mesmo com poucas páginas, me prendeu durante a leitura. Fiquei bem curiosa para conferir os demais contos e pode ter certeza: logo trarei mais resenhas de contos dele para vocês.

A narrativa é em primeira pessoa, pelo ponto de vista do rapaz e da Dama Noturna, o que não deixa a desejar. Leandro consegue ser coerente e pouco descritivo, o que é uma pena, pois gostaria de ler mais sobre os personagens.
"Vivemos nos Vales dos Horrores, um local amaldiçoado em que as trevas dominam e as virtudes foram deturpadas."
Do mais, claro que recomendo. A leitura é fluída e rápida, em algumas horas o leitor lê diversos contos.


Avaliação: 


Sobre o autor: 


Leandro “Radrak” Reis, mora em São José dos Campos-SP. Colecionador de espadas, trilhas sonoras e miniaturas, é fascinado pelas estórias de dragões, elfos e magia. Começou a escrever valendo-se de um cenário imaginário de nome Grinmelken, mundo que surgiu quando, há mais de uma década, imaginou suas paisagens e personagens pela primeira vez.
Inspirado por diversas referências, escreveu contos e criou lugares, personagens e sociedades, baseado em pesquisas, imaginação e muita discussão. Decidiu investir no meio literário em 2006, dedicando-se fortemente às comunidades e listas relacionadas à literatura especulativa.
Após oito anos publicando pela editora IDEA, passou para o conteúdo digital, focando a disponibilização de suas publicações na Amazon.