Resenha: Ruído Branco - Ana Carolina

17 maio 2017


Edição: 1
Editora: Planeta do Brasil
ISBN: 9788542208825
Ano: 2016
Páginas: 144

Sinopse: Ana Carolina é uma das mais populares cantoras de MPB na ativa. Em 17 anos de carreira, ela já vendeu mais de 5 milhões de discos e acumulou prêmios nacionais além de duas indicações ao Grammy Latino. Seus fãs conhecem seu lado de compositora, arranjadora e pintora, mas em Ruído Branco, seu primeiro livro, eles serão apresentados a uma nova faceta que desconhecem: poeta. Neste livro de capa dura e recheado de telas e fotos exclusivas de sua intimidade, Ana Carolina apresenta mais de 50 poesias, prosas e letras inéditas escritas ao longo da sua vida.
“O que sei é que quando está com fome, ela canta. Quando está com sede, ela pinta. Mas quando deseja devorar alguém mesmo ela é poeta.” - Fabrício Carpinejar, escritor
“Versos ‘anacarolinicos’ dão rasantes dentro de mim. Ninguém está aqui para separar a poeta da cantora. São indissociáveis. (...) Sem as margens das partituras definidas, a poesia de Ana Carolina chega cheia de sinceridade ao nosso encalço. De noite, de dia, manhã, madrugada, pode esperar, em alguma rua, um verso dela nos pegará.” – Elisa Lucinda, escritora e atriz.


Ruído Branco chegou para mim como presente da Editora Planeta. Infelizmente, não somos mais parceiros deles, mas minha vontade de ler este livro era tanta, que resolvi lê-lo assim que me foi possível. O resultado? Bem, eu já amava a cantora por sua música e letras, agora, amo-a por completo!
"O Homem que há em mim
se apaixonou perdidamente pela mulher que sou"
Neste livro, Ana Carolina não nos conta uma história, ela nos conta várias! E o melhor de tudo? Todas sobre si mesma. Ruído Branco contém poesia, prosa, poesia musicada, poesias escritas pela autora quanto tinha por volta dos 11, 12 anos, fotos e algumas de suas pinturas.
Ana Carolina põe no papel o sentimento rasgado e exagerado que vemos em suas músicas, o que faz o leitor desejar ler mais e mais.
Lo no começo do livro, podemos sentir a força de suas palavras no Prólogo escrito pelo escritor Fabrício Carpinejar que, está incrível e me deixou com água nos olhos. Infelizmente, o livro é pequeno. Minha leitura foi rápida e cheia de significados. Gosto muito de poemas e poesias e confesso, Ruído Branco entrou para minha lista de favoritos!
"A cada pincelada, alcanço o espelho onde o tempo me enxerga cada vez mais de perto."
A edição feita pela Planeta está magnífica! Capa dura com cortes preto nas páginas, folhas amarelas e, as únicas partes coloridas, são as pinturas da cantora, de resto, contentamo-nos com o básico preto e branco.
A capa representa bem o que vamos encontrar neste livro, Ana Carolina expõe suas mãos ao invés de destacar sua boca, pois a mesma é conhecida pela voz potente e linda, agora é a vez de conhecê-la pela escrita!
Do mais, só tenho a indicar. É impossível falar de cada poema separadamente, cada um trás um assunto diferente, com lições diferentes... cabe a nós, leitores, encaixá-lo no nosso dia-a-dia e fazer valer a pena a leitura deles.
 "Impossível olhar somente um pequeno pedaço, mas também era impossível olhar tudo sem perder um detalhe sequer."



Avaliação: