Li até a página 100 e...

22 maio 2017


Oi, pessoal!!
Você sabem que aqui no Livros de Elite a gente ama nacionais, né? Pois é, e por isso eu não me contive e PRECISAVA comentar com vocês um pouquinho desse nacional MARAVILHOSO que eu estou lendo no momento! Preparados para se emocionar junto comigo? 

Meu nome é Sarah Wainness, mas este nem sempre foi o meu nome. É apenas mais um, entre tantos que já tive. Minha infância foi feliz e simples, como a de qualquer criança da minha idade e do meu bairro em Karnobat, Bulgária.Éramos uma família de cinco irmãos, incluindo eu. Papai, um homem muito bom, enérgico e religioso, frequentava a sinagoga, enquanto mamãe trabalhava em casa, cuidando de tudo e de todos nós.Após recebermos uma herança de um tio falecido que morava em Berlim, mudamos para lá e, ao chegar, deparei-me com uma realidade totalmente diferente da que eu conhecia. Meus sonhos desabrocharam em contato com a cidade. Um deles, tive que manter em segredo: eu queria ser bailarina. Sempre pegava as roupas da mamãe, escondida, e rodopiava no fundo do quintal, vendo tudo ao meu redor mudar. Isso me fazia feliz. Mas, um dia, meus sonhos desmoronaram e minha vida mudou completamente: os nazistas invadiram nossa casa, e fui levada para um lugar de prostituição.Meu nome é Sarah Wainness, e já morei no Beco da Ilusão.

Primeira frase da página 100:
"A escuridão lentamente banhou a noite, encobrindo o brilho das estrelas e mergulhando-nos em infinita tristeza."

Do que se trata o livro:
A trama se desenvolve em torno de uma família de judeus que resolve ir de Berlim para a Alemanha tentar a vida. Mas a Segunda Guerra mundial acaba eclodindo e todos que são considerados impuros são perseguidos e dizimados. É nessa família que vamos conhecer a nossa protagonista, uma menina que mesmo em meio ao caos, não abandona o seu sonho, o sonho de se tornar bailarina.

O que está achando até agora:
Estou amando! No inicio o livro é lento, mas depois que ela engrena, é impossível parar!

O que está achando do protagonista:
Inspiradora! Essa é a única palavra que consigo pensar para descreve-la.

Vai continuar lendo:
Sim, é claro! Na verdade, não consigo parar, agora que a trama engrenou!

Melhor quote até agora:
É tão difícil escolher um quote, pois como vocês podem imaginar, é uma historia dramática. Eu venho sofrendo tanto junto com a protagonista que é complicado achar um quote. Vou escolher o mais emocionante.
"O amanhã ainda existe. O amanhã em que poderei ver meus sonhos se tornarem realidade...,pensava mergulhada no vazio da minha alma, querendo realmente acreditar nisso, mesmo sem entender o que estava acontecendo com as pessoas dentro e fora do ônibus. O futuro à minha frente se encontrava na mais completa escuridão. Sentia meus pés atados por correntes que me puxavam cada vez mais para baixo, fazendo-me mergulhar no abismo."
Última frase da página 100: 
"Eu carregava a identificação de uma criminosa comum, como a maioria que atravessou os portões frios e mórbidos daquele lugar."

Gente, logo tem resenha, heim!! Dai eu conto tudinho sobre essa obra fantástica!