Resenha: Quando o amor bater à sua Porta - Samanta Holtz

17 outubro 2016


Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415971
Ano: 2016
Páginas: 304


Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.


Não é surpresa para ninguém que eu ame os livros da Samanta neh? Já li todos eles e sempre me surpreendo quando finalizo minha leitura. Com este volume não foi diferente: Quando o amor bater à sua porta é mais um romance simples, contemporâneo, clichê, cheio de sentimentos e ao mesmo tempo, real demais para deixar passar batido.
"Não sabia se era ali que estava o fator X que tanto vinha procurando, mas, na falta dele, teria outro ainda mais importante: o fator realidade. Já era hora das suas protagonistas tomarem decisões menos românticas e mais coerentes para proar ao mundo que, com razão e sensatez, também se encntra a felicidade."
A sinopse é bem extensa, então não vou me prolongar na minha descrição: Malu Rocha é uma escritora conceituada que está finalizando seu mais recente romance. Malu mora em um lugar lindo, cercado pela natureza, em São José dos Pinhais, onde faz seus passeios de bicicleta e visita seu avô na casa de repouso onde o mesmo mora.
Malu é uma mulher que tem um passado que a fez se tornar o que é hoje: fria, sem sentimentos pelas pessoas - a não ser por seu avô, que trata com muito carinho e que faz seus dias mais felizes.
Na primeira parte do livro, vamos conhecer a Malu Rocha que é uma "rocha" literalmente. Para ela, o amor só pode ser encontrado em livros. Ele não existe na realidade.
Malu está certa de seu conceito quando um estranho bate à sua porta. Luiz Otávio sofreu um acidente de carro onde, além de perder seus documentos e itens pessoais, perdeu também sua memória. A única coisa que o mesmo carrega consigo é um papel com o nome e endereço de Malu. O problema é que Malu não faz a mínima ideia de quem seja esse sujeito e, por mais bonito que ele seja, Malu a princípio, fica com o pé atrás, mas acaba oferecendo ajuda ao estranho, o que a fará descobrir sentimentos antigos, enquanto constrói novas lembranças com Luiz Otávio.
"As informações simplesmente não casavam, e parecia que, quanto mais se descobria a respeito dele, mais misteriosa era sua origem. Sem falar no detalhe mais intrigante: o que teria levado um homem como ele a agendar uma reunião com ela?"
O que eu mais gosto nos livros da Samanta são os sentimentos intensos que ela nos passa enquanto lemos suas histórias. Confesso que no começo, achei a leitura enfadonha e por diversas vezes, não via a hora de alguma coisa acontecer para deixar o livro mais desejável aos meus olhos. Claro que, sendo um livro da Samanta, persisti na leitura e não me arrependo! Que história linda e cheia de significados! Que personagens incríveis e marcantes! Fico muito feliz por, mais uma vez, me surpreender com um romance que poderia ser somente mais um, mas não é.
A autora cria todo um enredo sem falhas, cheios de pontos que vai nos levando na trama e nos deixando mais afoitos sem saber o que esperar. O romance entre os personagens é trabalhado, construído; não é uma coisa instantânea que costumamos ver por aí.
Vou começar por Luiz Otávio porque esse personagem me ganhou por completo. Só perde para o Bernado (O Pássaro) que é meu personagem preferido de todos os livros da Samanta. Junto com Caroline, esse par romântico me encanta e me fascina até hoje. Enfim, voltando personagem atual: Luiz é o tipo de personagem que não nos deixa duvidar de suas intenções. Seu desespero é aparente e nos deixa desesperados também. O mistério que o envolve nos faz querer saber mais: como ninguém ainda deu falta dele? O que ele queria em uma reunião com Malu? Existem outras questões que não posso externar aqui, para não entregar o enredo para vocês. Mas conforme vamos lendo, vamos ficando cada vez mais curiosas e apaixonadas por esse personagem maravilho.
"- Malu... As pessoas lutam, erram, se decepcionam. Perdem a memória! - Apontou para o próprio peito. - Mas, quando se sentam para ver um filme ou abrem um livro para ler, não querem mais daquele sentimento negativo. Querem sonhar, acreditar que a felicidade é possível, mesmo que através de uma história inventada por outra pessoa. Elas passam a acreditar naquilo e, por um instante, tomam o sentimento emprestado, como se fosse delas. É por isso que elas gostam tanto dos finais felizes."
Malu é uma personagem que me fez amá-la e odiá-la. No começo do livros, vocês entenderão e também sentirão um pouco do meu ódio por ela. Mas é impossível não amá-la também. Entendê-la e se solidarizar com seus medos e receios também. Infelizmente, fiquei triste com a simplicidade do passado que Malu quer esconder. Juro que pensei que este seria o ápice do livro; como em todos os demais livros da autora, já pensei em diversas coisas mais dolorosas do que o segredo que foi revelado. Fiquei desejosa de uma revelação bombástica para então, ter o final que eu tanto almejava e juro, achei que não aconteceria.
Mas, surpresas é o que não faltam neste livro! Samanta vai encantar o leitor e nos fazer pensar muito a respeito do que é o amor em todas as suas formas.
A escrita da autora é gostosa e poética. A narrativa é em terceira pessoa, o que nos deu uma abrangência maior dos acontecimentos. Ela abusa das descrições de lugares e pessoas, o que sempre me surpreende também, pois não gosto muito de descrições exageradas, mas nos livros da Samanta, tudo se encaixa.
A capa é linda e condiz com o enredo apresentado. Digo de boca cheia que este livro está totalmente perfeito! A Editora Arqueiro caprichou na edição, não encontrei nenhum erro de revisão e a diagramação simples tornou o livro mais perfeito ainda.
Adoraria ter os demais livros da Samanta republicados pela Arqueiro. O carinho que essa editora detém para com os livros, com os autores e com os leitores é divino e só consegue nos conquistar cada vez mais.
Enfim, só posso indicar a leitura e, se você ainda não leu nada da autora, comece por este livro! Tenho certeza que você vai se surpreender e se apaixonar!


Avaliação:



Sobre a autora:


Nascida no Dia Mundial do Livro, Samanta Holtz parecia destinada a trilhar o caminho da literatura. Aprendeu a ler sozinha aos cinco anos, tamanha era a vontade de entender as histórias que sua mãe lia para ela. Aos nove, ganhou um prêmio de redação em sua cidade, Porto Feliz, interior de São Paulo. Publicou em 2012 o romance histórico “O Pássaro”, premiado no “Destaques Literários” por votação do público e do júri técnico, seguido por “Quero ser Beth Levitt”, com a primeira edição esgotada em três meses, e “Renascer de um Outono”, romance idealizado ainda na adolescência.
Seu novo romance é "Quando o amor bater à sua porta", que foi publicado pela Editora Arqueiro em Agosto de 2016.
Com histórias românticas e cheias de surpresas, Samanta guia seus leitores por uma deliciosa viagem, levando-os das lágrimas ao riso em questão de capítulos.