Resenha: Quatro - Histórias da Série Divergente - Veronica Roth

24 janeiro 2016


Edição: 1
Editora: Rocco
ISBN: 9788579802218
Ano: 2014
Páginas: 272
Tradutor: Lucas Peterson
Compre: Americanas / Saraiva
Sinopse: Reunindo quatro histórias da série Divergente contadas da perspectiva do personagem Tobias, e três cenas exclusivas, Quatro Histórias da série Divergente oferece aos fãs da saga criada por Veronica Roth a chance de conhecer melhor a personalidade de um personagem fascinante e complexo e a chance de mergulhar mais fundo na sociedade dividida em facções criada pela autora. Com mais de 21 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo, a série Divergente chegou aos cinemas com Shailene Woodley e Theo James nos papéis principais.

Resenha:

Ha! Como eu estava com saudades dos personagens dessa série! Principalmente de Quatro e Tris!
Quatro, como a sinopse acima diz, reúne quatro histórias de Tobias (nosso eterno Quatro) e três cenas exclusivas de Quatro e Tris (entenderam a jogada? Quatro histórias por Quatro e Três cenas com Tris! É muito amor! <4).
Neste volume, vamos conhecer o garoto Tobias que queria muito ser livre. Sair da Abnegação era para ele, motivo de sobrevivência, e como o mesmo se achava diferente de todos, resolveu tentar a sorte na facção mais audaciosa - A Audácia.


Tobias sofre muito no primeiro conto, ainda me pergunto porque, com tantos personagens que mereciam mesmo morrer na série, a autora escreveu o final imprevisível de Convergente. Tobias é um dos personagens que mais goste durante a série mas sua verdadeira história nos é contada aqui, neste livro. Então, se você é fã da série, não pode deixar de lê-lo.
"Será que ele se lembra do que aconteceu ontem, ou será que já guardou o evento em um compartimento separado da mente, mantendo sua metade monstro separada de sua metade pai? Eu, no entanto, não tenho esses compartimentos e consigo ver todas as suas identidades sobrepostas, como camadas: o monstro, o pai, o homem, o líder de conselho e o viúvo."
As cenas exclusivas são do livro Divergente. Já que o mesmo é narrado por Tris, a autora colocou estas cenas pelo ponto de vista de Quatro, e gente, preparem-se para descobrir que Quatro não é aquele ser sem emoção que ele aparenta durante o livro. Quatro se encanta por Tris logo no começo do livro, mas como é Tris que está narrando, não percebemos isso de cara.


A narrativa dos contos é em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Quatro. Conhecemos seus medos e o que o levou a temê-los. Também descobrimos fatores que antes não nos foram ditos e vemos que Quatro é muito mais do que aparenta ser.
A edição está linda, sem erros aparentes e boa diagramação. A capa é perfeita e quem que que não lembra de Quatro com essa roda gigante heim? rsrsrsrsr
"Ela sorri. E me pergunto, pela primeira vez, se ela gosta de mim. Se Tris consegue sorrir para mim quando estou neste estado... bem, talvez ela goste.
Só sei de uma coisa: por me ajudar a me esquecer do quão horrível é o mundo, prefiro ela ao álcool."
Enfim, um ótimo livro. Feito com carinho pela autora que logo na Introdução nos conta que Tris não foi sua primeira opção de personagem e nos deixa mais curiosos para conferir essa obra.
Sem mais, claro que indico! Se preparem para conhecer mais de Quatro, Eric, Max, Zeke e Shauna. Personagens perfeitos para uma série quase perfeita! rsrsrsrsrs

Confira as resenhas dos livros da Série Divergente:
- Quatro


Avaliação:


Sobre a autora:


Veronica Roth é uma autora muito jovem e por isso a sua biografia ainda é relativamente curta. Nasceu no dia 19 de Agosto de 1988 em Chicago, que é a cidade onde se desenrola a história de DIVERGENTE.
Veronica afirma que escreve desde a altura em se considerava velha demais para brincar ao ‘faz de conta’. Devido à sua paixão pela escrita, e também incentivada pela sua família, ingressou na Northwestern University para estudar Escrita Criativa, e foi aí que a trilogia DIVERGENTE se iniciou!
Um dia enquanto ia para a Universidade estava ouvindo música e a imagem de alguém saltando de um prédio emergiu na sua mente, dando a ideia para a Audácia. É então que Veronica decide começar a trabalhar no primeiro esboço de DIVERGENTE, preferindo investir o seu tempo nesta história a fazer os trabalhos acadêmicos.
Em Maio de 2011, com apenas 23 anos, lança DIVERGENTE, o seu primeiro livro que se tornou num êxito esmagador em mais de 15 países. Passado apenas um ano, em Maio de 2012, publica a sequência INSURGENT.