Resenha: Precisava de Você - Pedro Guerra

07 julho 2015


Edição: 1
Editora: Belas-Letras
ISBN: 9788581742373
Ano: 2015
Páginas: 224

Adicione no Skoob
Compre AQUI - R$ 26,30

Livro cedido em parceria com a editora
Sinopse: Então está aqui tudo o que eu guardei por algum tempo. A partir de agora eu pretendo escrever, desde o começo, a nossa história (se é que eu posso chamar assim). O nosso (des)romance. Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando para fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te exorcizar de mim. Que droga. Que droga, Gabriel Vegas. Eu gostava de você pra caramba.

Resenha: 

"Gabriel, você era uma montanha russa inacreditável!
A droga é que eu sempre gostei de parques de diversões."
Sabe quando você começa a ler um livro e descobre, sem querer, que ele é perfeito em todos os sentidos? Precisava de Você é assim. Ele trás o (des)romance mais incrível que já tive a oportunidade de ler; uma protagonista extremamente dramática, engraçada e sarcástica; melhores amigos gays maravilhosos; uma playlist de dar inveja e um ex-namorado (ficante, rolo, nem sei mais o que) mais idiota de toda a história (palavras de Lola!)


A sinopse não diz muito sobre o enredo do livro, é somente um quote do começo do livro, então vou tentar colocar aqui, em poucas palavras o que o leitor vai encontrar: Precisava de Você é um livro/caderno que Lola Tavares de dignou a escrever para contar como Gabriel Vegas acabou com seu coração. Lola conta tudo: desde a primeira vez que o viu, até o último contato que teve com ele. Lola passa para o leitor toda a sua trajetória, como ela foi ingênua e apaixonada a tal ponto de não perceber o que estava bem na sua frente.
"Eu, Lola Tavares, caída de amores como uma trouxa que não sabe se controlar. E, bem, eu acho que é pra isso mesmo que serve o amor: fazer ser, pelo tempo que seja, submissa a alguém."
E afinal, quem nunca se apaixonou assim? Eu mesma, me identifiquei com várias das situações de Lola, situações essas que foram hilárias e algumas decepcionantes. Lola tinha tudo para ser uma protagonista odiável para mim: ela é muito, muito mesmo, tipo muito, dramática! E vocês sabem como sou avessa a esse tipo de personagem. Mas Lola é única! Uma adolescente de 18 anos que se apaixona por um cara de 17 e se acha pedófila. Uma garota que criou uma fantasia em sua cabeça com Gabriel que é impossível não sentir algo por ela. Lola é incrível, desde o momento em que começou a contar a sua história, até o momento final, onde ela supera tudo e deixa o leitor de queixo caído.


Precisava de Você é um livro único, com todos os pensamentos e xingamentos de uma pessoa apaixonada que teve o coração partido. A narrativa é gostosa, cheia de palavras grifadas e teorias malucas. 
Por falar em narrativa, alguém me explica pelo amor de Deus, como um homem conseguiu se expressar tão perfeitamente com uma personagem feminina? Sim, já li livros escritos por homens com personagens femininas, mas Lola é (não vou escrever incrível de novo...) fantástica! Pedro Guerra conseguiu criar uma personagem marcante, que faz o leitor imaginar uma garota mesmo escrevendo o livro e isso, para mim, foi.... tudo! rsrsrsrsrs
"Eu não amo drama. Definitivamente. Eu apenas tenho que conviver com o drama que, na maior parte das vezes, é provocado pelos garotos. Isso! As garotas só criam dramas por causa dos garotos. Eles são os culpados, no fundo. O drama só não está em extinção por causa dos garotos."
A capa é linda, parece mesmo um caderno. A diagramação é perfeita, a editora caprichou na edição e tudo o que Lola queria passar com os desenhos, poemas, pensamentos, está ali. Páginas com imitação de ponta dobrada, amassada e rabiscada também. Me surpreendi com a qualidade do livro, sério! Não é sempre que encontramos um livro tão lindo fisicamente e com um enredo maravilhoso. Revisão perfeita! 


Lola fala com Gabriel, afinal, o caderno/carta/livro é pra ele. O leitor fica o livro inteiro pensando: O que será que ele fez para ela? E é esse o charme da história - Lola não apressa os acontecimentos, ela envolve o leitor na sua história e nos deixa emocionados, com pena, tristes e felizes juntamente com ela.
Se deixar, fico o resto da vida falando deste livro maravilhoso. Só posso indicar e torcer para que você goste da história de Lola tanto quanto eu! 
"O único pecado que você cometia e me assolava era você nunca estar presente quando eu precisava. Gabriel, você nunca esteve lá de verdade."



Avaliação:


Sobre o autor: 





Quando desistiu de ser astronauta, lá pelos seus 12 anos, Pedro resolveu ser escritor. Assim mesmo, de uma hora para outra, nessa indecisão tão típica que só os librianos poderiam entender. Sem querer querendo, ele se encontrou. Entre composições, poesias, versos e muitas linhas. Hoje, Pedro tem 23 outonos, mais de 120 mil palavras publicadas, muitas ainda sendo escritas. Inclusive estas.

Muito prazer :)