Resenha: Mensageiros da Morte - Marcos de Sousa

22 junho 2015

Edição: 1
Editora: APED
ISBN: 9788582551998
Ano: 2015
Páginas: 168
Adicione no Skoob
Compre direto com o autor: R$ 25,00 (frete incluso) - escritormarcosdesousa@gmail.com

Livro cedido em parceria com a editora e com o autor
Sinopse: O Chefe, dono da maior empresa de armamentos do mundo, passando por dificuldades financeiras, percebe que uma guerra em nível mundial é tudo que ele necessita para que seu império se recupere. Com a maestria de um especialista, aguça a ganância e o ódio nas pessoas certas, preparando terreno para um grande confronto armado. Com uma rede de intrigas e compra de favores entre os altos escalões dos principais governos do mundo, o Chefe age como um fantasma, derrubando mitos, espalhando terror e derramando sangue inocente a cada passo dado.
Porém, em toda grande teia, sempre há um traidor. Será que alguém terá coragem de desafiar um dos homens mais poderosos do mundo? Quantas peças desse quebra-cabeça terão de ser arrancadas para evitar o pior?
Em um livro repleto de mortes e sangue, Marcos de Sousa apresenta o melhor e o pior de cada pessoa. O amor e o ódio se entrelaçam, formando uma corrente indestrutível.
O fim do mundo como conhecemos se aproxima e só uma questão é essencial: quantas almas você é capaz de ceifar por ganância?



Resenha:

"- Vocês são apenas oito, mas serão mais valiosos que um exército inteiro. Serão os batedores, os enviados. (...) Não importa quem vocês eram antes e muito menos como eram chamados. O que me importa é o presente. E, agora, vocês são os meus Mensageiros da Morte."
Desde quando vi este livro pela primeira vez, fiquei muito curiosa para lê-lo. Já conheço a escrita o autor e seu gosto literário, que é muito parecido com o meu por sinal, e isso só me deixou mais curiosa quanto a sua obra. Digo que não me arrependi, pois encontramos em Mensageiros da Morte, tudo o que um livro deve conter: ação, suspense, romance, política, guerra e muito mais!


Este é o primeiro volume de uma série, e nele vamos conhecer personagens muito diferentes, alguns insuportáveis por sua ganância e ousadia, outros corajosos e destemidos, que lutam por um ideal. A sinopse é bem explicada, então não vou me demorar em falar sobre a história, são poucas páginas e qualquer coisa a mais que eu diga, pode se tornar um big spoiler! rsrsrsrsrsrs
"Acabamos de ser informados que outros atentados semelhantes ocorreram em Israel, Estados Unidos, França, Vaticano, Japão e alguns outros países. O sentimento de insegurança é mundial. Não há indícios ainda de onde partiram os ataques. Mas a prefeitura do Rio de Janeiro solicita que todos permaneçam em  em suas casas até que haja novidades."
O que me deixou muito satisfeita, foi encontrar um enredo nacional com passagens em outros países. Os personagens principais, fora o Chefe, são brasileiros. Brasileiros mesmo! Sabe aquele jeitinho brasileiro de ser? Pois é! Thiago e Enzo possuem a nossa essência, e eu adorei conhecê-los e odiar por um tempo, o Thiago. Mas depois, me arrependi do ódio, fiz as pazes com ele e espero sinceramente, que ele chegue ao final da série.


Mostrar a verdadeira face do ser humano é um caminho longo, e já li vários livros que falharam neste quesito. Felizmente, Marcos de Sousa soube criar seus personagens com maestria e mostra que o ser humano pode ser bom quando quer, e que também pode ser muito cruel quando a vaidade e a ganância falam mais alto.
"- No Brasil, matar diversas pessoas inocentes em uma guerra não é chamado de justiça. Somos um povo pacífico.
Anthony não queria conversar, muito menos sobre aquilo.
- Não é isso que costumo ver nos jornais. Vocês matam, por ano, mais do que o exército americano matou no mesmo período em guerra com o Iraque."
Tenho que falar sobre a trilha sonora que me embalou durante a leitura: Thiago é fã de Rock'n Roll e a doida que vos escreve também. Combinação perfeita? Claro que sim! Afinal, eles estão em guerra e nada melhor do que um bom rock para tirar o estresse ou deixar mais estressado ainda... vai saber? rs
A capa é perfeita e condiz com o enredo apresentado. A escrita do autor é tão concisa que você não vê as páginas passando. A diagramação é simples e encontrei poucos erros de revisão, nada que prejudicasse minha leitura. As folhas são brancas e o livro é fino pelo tamanho de emoções que ele carrega. Quero muito saber como essa história vai terminar e só tenho a agradecer ao Marcos e a Editora APED pela oportunidade de ler este excelente livro!


Em meio a uma guerra, com muitos mortos e bombas, vamos aprender o valor das ações menos esperadas e se deparar com um final que vai tirar o fôlego de qualquer um. Se quero ler a continuação??? CLAROOOO!!!!
Aproveite e compre agora o seu exemplar, tenho certeza que vocês se surpreenderão com mais um nacional maravilhosamente escrito!


Avaliação:


Sobre o autor:


Marcos de Sousa é formado em Letras (literatura e língua vernácula) e, atualmente, cursa pós-graduação em Leitura e Produção de Texto. Reside e leciona no município do Rio de Janeiro (RJ). É autor do livro “Coração de Vidro”, além de fazer parte das antologias de contos “E se só me restasse um dia” e “Socorro, minha vida é uma comédia”. Mensageiros da Morte é o seu romance de estreia.