Resenha: O Guerreiro das Estrelas - O Começo - Flávio Galindo

20 abril 2015

Edição: 2
Editora: Amazon
ISBN: B00CVBBXXO
Ano: 2014
Páginas: 376

Adicione no Skoob
Compre AQUI - R$ 2,99 (Versão E-book)

E-book cedido em parceria com o autor
Sinopse: Benjamin é um garoto comum e nada popular, mas marcado com cicatrizes que a vida lhe deixou. Ainda criança, perdeu seu pai em um misterioso acidente de carro. Moldado pela mãe e avó, Benjamin cresceu sendo um bom samaritano, mesmo ao lado do padrasto que mantém uma discussão diária. Sonhos, um amigo fiel e uma garota encantada. Mas ser um bom samaritano as vezes tem seu preço. Ben e seu amigo John acolhem um homem com amnésia e mal sabem eles que estão iniciando uma batalha épica que a humanidade não pode deter. Anjos e demônios indicam seus escolhidos para o novo apocalipse. O holocausto que está próximo a ser causado e trará à tona a todos o quanto o destino é imprevisível.
Fé, coragem, amor e amizade apimentam a eletrizante trilogia de O Guerreiro das Estrelas, uma história que no começo você pode pensar que já ouviu em algum lugar, mas só no começo!

Resenha:

O Guerreiro das Estrelas foi uma surpresa para mim. Me peguei, mesmo depois de ter lido o livro, pensando em seus personagens e ansiando por uma continuação para saber logo o que virá depois do término deste volume. O autor foi feliz em criar um enredo que parece normal, com pessoas normais, mas com um toque de ficção científica e fantasia.


Aqui, vamos conhecer Benjamin, mas conhecido como Ben, como a sinopse diz, ele é aquele cara simpático, que adora ajudar os outros, mesmo sabendo que pode, às vezes, se machucar com isso. Ben é um personagem singular, gostei muito de suas características e modo de pensar. Ele lembra um personagem real, com desejos reais, sonhos reais.
"- Ameaça?
- Sim. E quando você liberar esse monstro que existe em você...
- O que você está querendo dizer? Que eu sou um monstro? - Leandro parecia completamente perdido.
- Não, mas que existe um em você e precisamos eliminá-lo, antes que seja tarde demais."
Além de Ben, vamos conhecer diversos outros personagens, o que não falta aqui são personagens. Temos muitos, mas não vou citar todos para a resenha não ficar grande demais - mas alguns os leitores adorarão conhecer, como Cínthia, John, David e Emanuel.

A narrativa é em terceira pessoa, principalmente pelo ponto de vista de Ben, mas acompanhamos algumas partes pelo ponto de vista de outros personagens, o que foi muito legal. Tbm conhecemos profundamente o personagem principal, o autor tomou todo o cuidado de contar partes significativas de sua infância, fazendo o leitor a ter um nível de quase amizade com o personagem.


Eu gostei da história como um todo. Os personagens são bem construídos e marcantes, o título condiz perfeitamente com o enredo, juntamente com a capa; quando a história começou a se formar, conseguia visualizar Ben no meio desse fogo azul, tentando desesperadamente salvar a humanidade. A diagramação é simples, com títulos nomeados e números romanos. Encontrei erros bobos de revisão, mas que não atrapalharam minha leitura.
"Sua mente girava a mil. Queria entender o porquê de tantas semelhanças. O que estaria sendo destinado a ele? Pelo que ainda iria passar? Por que tantas perguntas sem respostas?
Ben se via em uma encruzilhada sem saber o trajeto correto, pois nenhum deles lhe dava a certeza de algo."
O que me fez ter uma leitura lenta, foi o começo do livro, onde há muitas explicações. Depois, a história começou a pegar fogo (literalmente) e a leitura fluiu perfeitamente. Creio que por ser o primeiro livro, isso aconteceria independente da história, pois sempre há mesmo muitas explicações. O enredo requer atenção dobrada durante a leitura, pois como disse, são muitos personagens e dentre eles, vamos encontrar anjos, demônios e extraterrestres.
"...Uma pessoa tem a capacidade de mudar as coisas, mas isso somente é benéfico se trouxer a você e aos mais próximos a paz que almejam."
Outra coisa que gostei muito foi o fato de a história se passar aqui no Brasil. Temos presidentes, generais, soldados; todos com nomes bem brasileiros, o que não dificulta lembrarmos seus nomes. Creio que o autor tenha feito uma pesquisa enorme para englobar todo o enredo, e na minha pequena experiência com livros do gênero, não senti falta de nada: tudo foi muito bem explicado.


Ben entrou para minha lista de personagens fortes e marcantes, tanto pelo seu comportamento quanto pela sua personalidade. É um personagem que agrada, independente do que faça. As lições de amor, amizade e família que o autor passa durante a leitura também são de grande valia para o enredo.
Sem mais, indico muito a leitura deste livro. Vale a pena descobrir o que Ben será capaz de abrir mão para salvar a humanidade.


Avaliação:


Sobre o autor:

Flávio Galindo, da cidade de Osasco, grande São Paulo, é comerciante em sua cidade e descobriu sua vocação pela escrita logo cedo. Apesar de ter menos de 3 décadas de vida, o autor começou lançando dois de três volumes da trilogia O Guerreiro das Estrelas, de ficção, mas foi o tempo e a vida que o mostrou a paixão pelo gênero de romance. Ainda em finalização dessa trilogia, Flávio agora foca nos romances, e o primeiro é "Cair para Voar" que sairá pela Sollo Editorial no mês de Junho. Já participou de algumas Antologias e hoje foca como nunca a Literatura, visando ultrapassar barreiras e limites.
Sua escrita é sempre voltado para a fé que devemos ter em nós mesmos para alcançar os nossos objetivos. São leituras envolventes e com boas tramas.

Para mais informações vocês encontram o autor sempre presente no email: escritor.flaviogalindo@gmail.com

Pelo Facebook nas páginas:
https://www.facebook.com/escritorflaviogalindo
https://www.facebook.com/flavio.galindo


 Participe do Top Comentarista