Resenha: As Crônicas de Bane - Cassandra Clare, Sarah Rees Brennan e Maureen Johnson

30 janeiro 2015

Desafio Literário Skoob 2015 - Janeiro: Livro Novo

Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501403964
Ano: 2014
Páginas: 392
Tradutora: Rita Sussekind
Adicione no "Orelha de Livro"
Compre AQUI - R$ 21,74

Sinopse: Nesta edição ilustrada, são narradas as mais diversas aventuras do feiticeiro imortal Magnus Bane, das aclamada séries de Cassandra Clare. Entre escapadas no Peru e resgates reais na Revolução Francesa, acompanhe fragmentos da vida do enigmático mago ocorridos em diversos países e períodos históricos, com aparições de figuras conhecidas como Clary, Tessa, Will e Alec, personagens de Os Instrumentos Mortais e As Peças Infernais.
Resenha:

E, por fim, mais um livro da querida Cassandra que me deixa feliz demais por conhecer e amar essa série! *o* As Crônicas de Bane é um livro que não pode passar batido por nenhum Caçador de Sombras fã da série!


As Crônicas de Bane é um livro de contos, nele vamos saber mais sobre a vida do Alto Feiticeiro do Brooklyn, Magnus Bane. Cada conto conta uma história diferente, como Magnus é bem velhinho, apesar de não parecer, ele tem muita coisa pra contar! E claro, sua singularidade fashion e sua língua afiada tão amáveis nos livros da série Os Instrumentos Mortais, estão presentes no enredo.
"Além disso, às vezes, os vampiros cometiam crimes piores do que um assassinato. Eles cometiam crimes contra a moda. Quando uma pessoa é imortal, tende a esquecer que o tempo passa. Mas isso não é desculpa para vestir uma boina que foi moda na época de Napoleão I."
Eu amei a leitura e achei as histórias de Bane maravilhosas e muito engraçadas! Alguns contos contam com a participação de personagens conhecidos, que apareceram em algum momento na série Os Instrumentos Mortais e em As Peças Infernais, como Catarina, Ragnor, Raphael Santiago, Tessa Gray, Will Herondale, dentre outros.... A idade de Magnus não é revelada, mas estipula-se que ele tenha uns 300 anos, então ele praticamente conheceu todos os antepassados dos personagens de Os Instrumentos Mortais. Gostei muito disso, pois ele compara os personagens com seus antepassados e faz muita piada sobre eles!


Também acompanhamos quando Magnus conheceu Valentim e seu Círculo, apesar de ser considerado um ser inferior, vemos a bondade no feiticeiro e a maldade dos Caçadores de Sombras que deveriam proteger tanto seres do submundo quanto os humanos. As verdades reveladas sobre os Caçadores de Sombra, como eles eram patéticos e se achavam no direito de fazer o que quiser em nome do Anjo.
"Seria irônico, pensou Magnus, terrível e cruelmente irônico, que um Herondale fosse salvo pelo amor e o outro, condenado."
Não vou falar muito sobre os contos para não dar spoiler, mas para quem espera saber o que aconteceu no primeiro encontro de Magnus e Alec, preparem-se para fortes emoções! Eu amei demais este conto! Sou Malec de carteirinha e cada vez que Magnus falava dele eu me apaixonava mais e mais!


A narrativa é em terceira pessoa, pelo ponto de vista de Magnus, o que tornou tudo mais engraçado e divertido. A Capa é linda demais, bem a cara de Magnus (cores fortes e brilhos). A Diagramação tbm está bem feita, com letras em tamanho confortável para a leitura. Os capítulos são separados por títulos e com ilustrações de alguma cena marcante daquele conto. Encontrei alguns erros de revisão, o que não é novidade. O bom é que foram poucos mesmo, sem muita importância.
"Mesmo que os Caçadores de Sombras estivessem esperando alguma interrupção e os lobisomens torcessem por um salvador, aparentemente ninguém esperava tanto rosa-shocking."
Sem mais, só tenho a parabenizar a editora pelo capricho com a edição e aos autores que não decepcionaram os fãs, deixaram tudo perfeito e com muita vontade de quero mais. Só tenho uma ressalva: Para aqueles que ainda não leram os 2 últimos livros da série Os Instrumentos Mortais e a trilogia As Peças Infernais, não se aventurem por este livro, pois pode conter spoilers. Pode não, CONTÉM! Eu já terminei os 6 livros de Os Instrumentos Mortais, e assim, não fiquei tão chateada, mas ainda não terminei a trilogia de As Peças Infernais, e os spoilers deste, são enormes! rsrsrsrsrsr
Para quem é fã da série, vale a pena se encantar e conhecer um pouco mais sobre este feiticeiro maravilhoso que é Magnus Bane. Super recomendo!
"Foi algo tão simples, um pedido tão direto - como se nenhum Caçador de Sombras jamais tivesse quebrado um prato só porque Magnus o tocou, ou disparado "feiticeiro" como se fosse uma maldição. Como se todos os ferimentos pudessem ser curados, como se jamais tivesse acontecido, e o mundo pudesse ser como Alec Lightwood o enxergava através de seus olhos azul-claros."

Resenhas publicadas no blog:



Avaliação:


Sobre as autoras:


Cassandra Clare é autora da série Os Instrumentos Mortais. Todos os seus livros freqüentaram as listas de mais vendidos nos Estados Unidos. Ela nasceu no Irã e passou grande parte da infância viajando com a família e uma mala cheia de livros. Atualmente, Cassandra vive em uma antiga casa vitoriana em Massachussets, com o marido, seus gatos e mais livros ainda.


Sarah Rees Brennan (nascida em 21 de setembro de 1983) é irlandesa. Escritora mais conhecida por jovens adultos, escreve fantasia e ficção. Seu primeiro romance, Léxico do Demónio , foi lançada em Junho de 2009 pela Simon & Schuster. Os livros de Brennan são bestsellers no Reino Unido.


Maureen Johnson (nascida em 16 fevereiro de 1973, em Filadélfia, Pensilvânia) é uma autora americana de ficção adulta jovem. Ela publicou dez romances adultos jovens, até à data, incluindo As Sombras da série London e da série Scarlett Suite.