Resenha: Sedutor - Selvagem Irresistível - Christina Lauren.

17 dezembro 2014

Editora: Universo dos Livros
Autor: Christina Lauren
Serie : Selvagem Irresistível
Titulo Original: Sweet Filtby Boy
ISBN: 9788579307256
Ano: 2014
Páginas: 379
Tradutor: Pedro Monfort

"Uma historia sexy, doce e apaixonante. Adorei cada palavra."
-Sylvia Day
Sinopse:
Christina Hobbs e Lauren Billings, conhecidas pelo pseudônimo Christina Lauren, causaram grande impacto com seu Cretino irresistível. A série entrou nas listas de mais vendidos no Brasil e é best-seller do USA Today e do The New York Times. Agora, elas estão de volta com Sedutor, primeiro volume de uma série que não promete menos: Selvagem Irresistível. Mia Holland, depois de comemorar sua formatura em um louco final de semana em Las Vegas, fica aterrorizada com as escolhas que terá de fazer nessa nova etapa da vida. Ela toma, então, uma decisão selvagem: partir para a França seguindo os passos de Ansel Guillaume, um homem envolvente e extremamente sedutor. Por trás de todas as brincadeiras sensuais de Mia e Ansel, sentimentos começam a surgir. Nesse momento, ela precisa decidir se retorna para a vida que deixou ou se entra de cabeça nessa aventura ardente e arrebatadora...
Resenha:
“O dia em que finalmente nos formamos não é nada como nos filmes. Eu jogo meu chapéu para cima e ele cai na testa de alguém. A pessoa responsável pelo discurso perde as anotações com o vento e decide improvisar, o que resulta em uma fala completamente sem graça sobre transformar erros num futuro brilhante,incluindo uma historia esquisita. Nos filmes, ninguém parece prestes a ter um ataque cardíaco debaixo da beca de poliéster. Eu pagaria uma fortuna para alguém queimar todas  as fotos que foram tiradas de mim hoje.”
"O que acontece em Vegas... Acaba em Paris."
Este é o sétimo livro lançado que surgiu da parceria entre Christina Hobbs e Lauren Billings, e o primeiro volume da serie “Selvagem Irresistível”, que não está de modo algum ligada a serie “Cretino Irresistível”, apesar de seguir o mesmo padrão.

Quando iniciamos a leitura somos apresentados a Mia, uma jovem de vinte e poucos anos que acaba de concluir a faculdade de administração e está saindo de férias com as duas melhores amigas para um ultimo final de semana selvagem em Las Vegas,antes de serem introduzidas na vida adulta e nas responsabilidades de algum emprego entediante em algum escritório.
Mia, Lola e Harlow chegam ao hotel luxuoso reservado pelo pai das meninas, um produtor de Hollywood famoso, e logo encontram Ansel, Finn e Oliver um trio de rapazes extremamente peculiar, já que Ansel é Frances, Finn e canadense e Oliver é australiano. Logo que os dois grupos se conhecem, o interesse e o desejo de diversão que eles compartilham os levam para uma noitada totalmente selvagem, que resulta em algo totalmente impensado e inusitado.

Após passar a noite na farra com as amigas e com seus novos conhecidos, Mia acorda no dia seguinte totalmente enjoada e com uma dor de cabeça terrível, sinais claros de uma ressaca, mas ela não se lembra de nada sobre a noite anterior. Para seu maior desespero, ela se da conta de que uma aliança fina de ouro adorna o seu anelar.
“ Estou tremendo porque: Que porra é essa de anel que parece um anel de casamento e que merda é essa que não consigo me lembrar de nada que fiz? A única coisa da qual me lembro depois de arrastar Ansel  pelo corredor é mais álcool – muito mais álcool – e de ter flertado com ele a noite inteira.”  
Obviamente, como vocês podem imaginar, Mia e suas amigas acabam casadas com Ansel e seus amigos,respectivamente, mas assim que o efeito do álcool passa, todos se encaminham para o cartório anular o mal entendido, menos Ansel e Mia. 
Mia aos poucos começa a lembrar de alguns detalhes sobre a noite anterior, de sua tórrida noite de sexo com Ansel após o seu casamento relâmpago. Ansel também entrega a ela uma carta, que ela própria escreveu para si mesma, e lá ela relata o que a motivou a tal gesto. Ele também revela que fez a ela uma promessa de que permaneceriam casados até o outono.
Sendo assim, Mia resolve continuar casada, mas volta para sua cidade e Ansel para a França.

Mia tem uma historia trágica em seu passado, a alguns anos atrás, quando sua carreira de bailarina profissional estava no augi, ela foi atropelada ao atravessar uma rua e sofreu uma fratura exposta na perna. Mesmo após muitas cirurgias e pinos em sua perna, além de muita fisioterapia, Mia não pode mais voltar a dançar, por causa da dor e da frágil condição de seus ossos. Com o futuro como bailarina destruído,  ela se vê obrigada a trilhar um novo caminho, e para fazer a vontade do pai, que nunca aceitou seu amor pela dança, ela resolve cursar a faculdade de administração. Todo esse trauma transformou Mia em uma menina quieta e reclusa, de poucas palavras e amigos, e o seu outro problema, a gagueira, a impede de socializar.
Quando Mia encontra Ansel, para sua surpresa, a conexão imediata que eles desenvolvem é um pouco desconcertante até mesmo para a própria Mia, que se vê conversando por horas, sem gaguejar, e contando tudo sobre sua vida a ele, até mesmo sobre o acidente.

Mia retorna para sua cidade, mas não consegue esquecer de Ansel e nem se desfazer a aliança em seu dedo, mesmo sabendo que tudo não passou de um erro induzido pela bebida.
Mas ela fica completamente chocada quando Ansel aparece, oferecendo uma passagem para a França para ela passar o verão com ele em sua casa.
O que Mia não sabe é que Ansel não é realmente o cara descontraído e despreocupado que anda de bermuda e camiseta e sorri o tempo todo, esse é o Ansel de férias, o verdadeiro Ansel é um advogado recém formado, e passa mais tempo no trabalho do que em casa, e quem tem um passado um tanto complicado, tanto com um pai ausente, quanto na vida amorosa.
“ – Estou muito orgulhoso de você – ele sussurra. Ele apóia a testa na minha e depois se afasta, olhando pra mim. – Você acabou de insinuar que vai transar comigo hoje a noite – seu sorriso de torna maior e suas mãos a tremer em volta da minha cintura.
- Jogue suas cartas direito.
-Eu esqueci minhas cartas – seu sorriso murcha dramaticamente. – Mas eu trouxe meu pênis.”
Apesar de a premissa do livro ser de uma trama, complexa e intensa, além de inovadora, já que ela começa ao contrario, o casal de protagonista casando e depois desenvolvendo uma relação, eu realmente achei que o livro deixou a desejar, pois falta uma trama em si. Calma, eu vou explicar melhor.
Nada acontece depois dos primeiros capítulos, eles se conhecem, casam e se mudam para a França para passar o verão (não é spoiler, aposto que vcs todos tinham deduzido isso já na sinopse.) e entram em uma rotina totalmente entediante: Ansel trabalha dia e noite, Mia fica sozinha deprimida imaginando porque o “fogo” que existia no inicio não está mais ardendo, ele chega em casa e conserta tudo transando com ela loucamente e fim, assim se passa toda a trama, e quando chegamos ao “grande” segredo de Ansel, descobrimos que nem é lá grandes coisa, meio irrelevante e nada criativo.
Ora, mas esse livro é escrito por Christina e Lauren, é claro que apesar dos contras, é uma leitura cativante e agradável, o livro em si é muito bem escrito, e seguindo o padrão dos outros livros publicados por essa dupla, possui diálogos inteligentíssimos, personagens bem construídos e com uma bagagem emocional desenvolvida, principalmente a de Mia, nesse caso. Mas foi desenvolvido demais coisas desnecessárias e o livro acabou se resumiu a muito sexo e pouco conteúdo, se tornando um pouco cansativo.

Sedutor, ao contrario dos outros livros publicados pelas autoras é narrado apenas pelo ponto de vista da protagonista e em primeira pessoa. E Ansel ao contrario da maioria dos protagonista não é do tipo dominador ou galinha festeiro, ele é fofo,educado, gentil e carinhoso, mas perde a linha quando assunto é sexo selvagem. Mia inicialmente faz o tipo mocinha decidida, mas perde um pouco a essência durante a trama, assumindo um postura um tanto quando inervante. Já os personagens secundários são bastante instigantes, creio que os próximos livros da serie vão ser focados nesses relacionamentos que se formaram entre os amigos do Ansel e as amigas da Mia.

Este não é um livro para as românticas de plantão, pode se dizer assim, o relacionamento entre os protagonistas em grande parte da trama é só sexual, não tem grandes declarações de amor e sentimentalismo, é um romance moderno, bastante sexy por sinal.
Sobre o trabalho da editora, não tenho do que reclamar, como todos os outros livros publicados pela Universo, uma diagramação simples, mas muito bem feita, sem erros aparente, folhas amareladas e uma fonte agradável.Somente a capa que não foi tão boa comparada as da serie cretino, que condizem exatamente com a trama, essa é bonita sim, e bastante chamativa aos olhos, mas não faz muito sentido depois que você conhece a historia.
Nem preciso dizer que vocês devem ler, é claro que devem, minhas divas Cretinas arrasam, mesmo quando não acertam totalmente na formula.

Sobre as autoras:




Christina Hobbs e Lauren Billings escrevem sob o pseudônimo de Christina Lauren (combinação de ambos os nomes). Separadas pelo incômodo Estado de Nevada, estas amigas, e co-autoras, se falam várias vezes ao dia, concordam que Ruby Pumps é a melhor cor de esmalte que já existiu, e, se pudessem escolher, passariam o dia todo olhando para o oceano a partir do cais de San Clemente.