Resenha: Amor em Jogo - Anaté Merger

22 dezembro 2014

Edição: 1
Editora: Ases da Literatura
Ano: 2014
Páginas: 378
Compre AQUI - R$ 5,99 (versão Ebook) 
Físico: R$ 39,90

Ebook cedido em parceria com a autora
Sinopse: Aos vinte anos, Alix perdeu os pais, a fazenda onde morava no interior da Provence e toda a esperança de ter um futuro.Sem saída e rezando por um milagre, ele surge na forma de um emprego que parece ser extraordinário: durante três meses, ela vai trabalhar em uma mansão com vista para a baía de Saint-Tropez por um salário milionário. O proprietário é Clif Forestier, um astro do cinema excepcionalmente belo, extremamente rico e cinicamente sórdido. O oposto de Nathan, um jovem comerciante sensível e cativante, por quem ela começava a sentir algo especial até que o encontro explosivo com o ator desperta em Alix sensações que ela desconhecia.O verão começa e, aos poucos, ela percebe que é apenas uma carta do baralho no qual luxo, mentiras e sexo fazem parte de um contrato que coloca muito mais do que a sua dignidade em jogo: se quiser descobrir e ganhar quem realmente ama, Alix vai precisar enfrentar os seus demônios e apostar alto. As cartas estão na mesa. Uma nova partida da "Confraria de Ases" vai começar! "Ela gosta da companhia dele, sempre educado e gentil. Com ele a conversa flui normalmente e ela praticamente esquece o delírio que está vivendo na "Confraria de Ases", mas Alix não consegue entender por que não afasta os pensamentos que envolvem Clif Forestier, cada vez mais insistentes durante o dia e a noite. A presença inibidora do ator e de tudo o que o cerca mexe com ela, mas ela não sabe exatamente como. Os sentimentos se cruzam e se debatem: medo, atração, desejo e tudo isso misturado ao interesse que crescia a cada dia por Nathan."
 Resenha: 
"Todo mundo é como a lua e tem um lado escuro que não mostra a ninguém." - Mark Twain
Amor em Jogo foi uma surpresa maravilhosa para mim. Este é o segundo livro que leio da autora e fiquei apaixonada pela sua escrita logo no primeiro livro: Sagrados - A Aliança de Maria Madalena. Amor em Jogo porém, não possui a temática fantástica e lendária como Sagrados. Este livro é um YA bem elaborado que faz o leitor devorar as páginas e querer cada vez mais do enredo. Uma coisa ambos os livros tem em comum: suas histórias passam-se no mesmo local - Provence.

Em Amor em Jogo vamos conhecer Alix, uma jovem de 20 anos que acaba de perder sua mãe e a fazenda onde morava. Sozinha, sem nenhum lugar para morar, Alix aceita a ajuda de sua amiga e modelo Tixie, que a leva para Saint-Tropez. Lá, Alix passa por uma reforma no visual, conhece o comerciante Nathan, um rapaz amável e carinhoso, Alix logo se sente atraída pelo rapaz, e passa a tentar ir a feira sempre que pode para encontrá-lo. Mas ela ainda precisa desesperadamente, conseguir um emprego, pois prometeu a sua mãe no leito de morte, que reconquistaria a fazenda onde moravam, custe o que custar. Este "emprego" surge em forma de um homem lindo, ator e milionário - Clif Forestier. O trabalho parece simples, mas com a ingenuidade de Alix e as más intenções de alguns envolvidos, esse emprego pode melhorar a vida da moça, ou acabar de destruí-la de vez.
"A Alix, estudante, filha de um casal feliz e proprietários de uma ela fazenda, não existia mais. E essa era uma morte pior do que aquela que levou a sua mãe, porque apesar de "morta" Alix precisava continuar a lutar para provar a si mesma que ainda estava viva."
Em uma trama que envolve mentiras, sexo e um suposto triângulo amoroso, Amor em Jogo tem tudo para deixar o leitor satisfeito, mas confesso que a ingenuidade excessiva de Alix estragou um pouco o encanto que senti pela protagonista. Fora isso, o enredo me deixou afoita para um final feliz, ainda mais depois que algumas mentiras foram descobertas!
Como já disse, Alix é uma protagonista ingenua demais! Mas depois que ela começa a se reerguer, senti até uma certa satisfação. Nathan é o oposto de Clif - simpático, sorridente, amável e companheiro. Alix se apaixona por ele logo nos primeiros encontros, e esse romance tinha tudo para fluir, até Clif entrar em cena. Ator, lindo, rico e possuidor dos olhos verdes mais lindos que Alix já viu, Clif consegue encantar a moça pelo seu lado negro. Alix nega veemente que um dia possa sentir algo por seu algoz, mas não é o que acontece, quando ela percebe, está completamente apaixonada por dois homens completamente diferentes!

O que dizer do trabalho de Alix? Bem, envolve sexo, uma "Confraria de Ases", pôquer! Não posso dizer mais, senão seria spoiler, mas adorei o modo que a autora levou o enredo para este lado. As "Damas" da Confraria são incrivelmente lindas, e a nossa protagonista é uma das rainhas, despertando o desejo de todos, mas Alix sabe que esse jogo é perigoso demais e tem medo de se machucar... conseguirá Alix inverter o jogo e distribuir suas próprias cartas?
"-Um baralho tem 52 cartas divididas em quatro grupos de 13 naipes, distribuídos pelas casas dos "Ases", dos "Reis" e "Valetes", que concordaram em pagar uma fortuna para participar desse jogo. Cada naipe tem sua rainha, que vale muito mais do que qualquer outra carta numerada. Você é uma delas Alix."
Bem, impossível não se envolver com um enredo marcante como esse. Os protagonistas são bem construídos, não despertando a desconfiança do leitor para nada. Os personagens secundários também não deixam a desejar, incrivelmente carismáticos, até os malvados! A narrativa é em terceira pessoa, pelo ponto de vista de Alix, mas contém algumas partes sobre a perspectiva de outros protagonistas. A capa é linda, faz jus ao enredo apresentado com a gaiola, os sapatos e os naipes de espadas que, inclusive, enfeitam os capítulos e páginas do livro! 

Enfim, para quem adora um enredo cheio de reviravoltas e com uma história marcante e sensual, vale a pena dar uma chance a Amor em Jogo. Eu recomendo! ;)
"Ela havia sido subjugada, comprada e se encontrava com uma dúvida atroz: ela não sabia se estava completamente apaixonada por Nathan ou por esse homem que ela considerava um monstro."

Avaliação: 



Sobre a autora: 



Durante 17 anos o trabalho da jornalista franco-brasileira Anaté Merger se resumiu a contar as mais diversas histórias através das redes de televisão, jornais e rádios no Brasil. Em 2004, uma mudança lhe proporcionou uma nova vida mais tranquila na região da Provença, na França. Lá, ela se casou e concebeu Chloé e Théo, que tornaram a sua vida mais completa. Na Provença, encantada pelos dias ensolarados, castelos, beleza natural e mercados deliciosos — em todos os sentidos — Anaté Merger desenvolveu a vontade de contar histórias com a liberdade que apenas os escritores de ficção conhecem. Com a inspiração que essa terra nova lhe proporcionou, Anaté Merger resolveu usar as asas de sua criatividade — impulsionadas pelas lendas, curiosidades e histórias da região — em uma série de romances que você poderá descobrir a partir de agora.