Resenha: O Teste - Livro 01 - Joelle Charbonneau

08 setembro 2014

Edição: 1
Editora: Única
ISBN: 9788567028231
Ano: 2014
Páginas: 320
Adicione no "Orelha de Livro"
Compre AQUI - R$ 23,90


Livro cedido em parceria com a editora

Sinopse: No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam. Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?
Resenha: 
"As dúvidas ameaçam me engolir. Somos espertos o suficiente? Podemos superar um sistema estabelecido a décadas? Que controlam a vida de centenas das mentes mais brilhantes desde que o mundo começou a se reconstruir? Quem está atualmente nos controlando?" 
O mundo como conhecemos acabou. O ser humano conseguiu destruir tudo na Terra. Bombas foram jogadas no mundo todo, os rios, lagos e oceanos estão poluídos; a terra não recebe mais o plantio de alimentos; os animais foram mortos ou adaptaram-se com a radiação, alguns seres humanos também. Tudo o que foi criado se perdeu em meio aos Sete Estágios da Guerra. Mas, a Comunidade das Nações Unificadas conseguiu reestruturar boa parte das cidades, dividiram-nas em Colônias, e seus habitantes trabalham arduamente para restaurar o que um dia foi perfeito. Os jovens com as mentes mais brilhantes são convocados para O Teste, que vai avaliar se eles tem potencial para serem líderes. 


"... mas há histórias contadas ao redor de fogueiras de acampamento para assustar as crianças. Histórias sobre humanos que sobreviveram à radiação e à química, mas foram terrivelmente modificados."
É neste contexto que conhecemos Cia Vale. Uma garota de 16 anos que acaba de se formar. Agora, ela é adulta, e seu sonho é ser selecionada para O Teste. Mas quando, finalmente, seu sonho vira realidade, Cia descobre que terá que enfrentar mais que somente provas. Sua vida está em risco, ela e mais 3 jovens de sua colônia, embarcam para Tosu City com um futuro incerto a sua frente e com a promessa de nunca mais ver sua família e amigos.
"Sim. O Teste cobrou um preço para todos nós e o pagamento ainda não acabou. Ainda há um Teste a fazer."
Quando eu comecei a ler este livro, não esperava que fosse gostar tanto do enredo e que me pegaria comparando-o a outras obras que já li. Tá, atrás, na capa do livro, tem uma citação que o define como uma mistura de "Divergente" e "Jogos Vorazes". Mesmo assim, comecei minha leitura sem esperar muito, e eis que me pego totalmente apaixonada pelo enredo, toda arrepiada pelas emoções que o livro despertou em mim e incondicionalmente ciente da igualdade desta trama com os Bests Sellers citados acima.



Joelle Charbonneau criou uma distopia que não chega a ser única, mas diferente de tantas outras. Ao contrário dos demais livros que li, o governo não quer acabar com aqueles que não aceitam a ordem imposta, aqui, em O Teste, os comandantes das Nações Unificadas querem testar seus futuros líderes, fazer deles líderes fortes e competentes, para que no futuro, eles não escolham o errado e acabem desencadeando outras guerras. Mas, para um futuro chegar, os escolhidos para O Teste terão que fazer escolhas, das quais as erradas, pode resultar em morte.
"Meus sonhos estão cheios de disparos e rios de sangue. Quando eu acordo, eu me lembro de que os sonhos são reais e a náusea me invade."
A narrativa é em primeira pessoa, pelo ponto de vista de Cia. Cia é o tipo de protagonista que eu amo. Tão nova e com diversas responsabilidades que toma para si. Inteligente, corajosa, amiga. Cia sabe que não pode confiar em ninguém, mas a maneira que ela foi criada, a faz depositar esperança em seus amigos. Cia nos conta como o mundo chegou ao que é e nos questiona sobre o nosso futuro, creio que isso tenha sido intencional da autora, criar uma distopia que deu início a partir das guerras nucleares. 



Vários personagens são enredados a trama e cada um possui um ponto forte e são igualmente inteligentes, mas alguns, abusam da maldade para chegar ao final dos testes. Acompanhamos Cia e suas descobertas, como ela consegue resistir a tudo que lhe é imposto e juntos com ela, vamos sofrer as consequência de suas escolhas... O tempo está acabando, que conseguirá chegar vivo ao final?
"Este teste é feito para nos ajudar a aprender sobre a terra de que precisamos restaurar a saúde, mas também dá a nós e aos oficiais do Teste uma forte visão do nosso caráter."
Só tenho elogios quanto a obra. A capa é linda e faz jus ao enredo apresentado, toda fosca com detalhes em alto relevo e verniz localizado no raio, no título e nos números que aparecem no fundo. A diagramação é simples, mas muito bem feita, com detalhes nos capítulos. A revisão está boa, com poucos erros que não prejudicam a leitura. As folhas amarelas e as letras em tamanho médio, fazem a leitura fluir sem nenhum contratempo.



Enfim, se deixar, fico aqui o dia todo falando sobre o livro, porque realmente gostei de tudo! Agora, quero o próximo volume - Estudo Independente - e descobrir como Cia vai enfrentar suas novas descobertas!
"Eu pisco enquanto o pequeno quarto se enche com os sons de uma voz que soa como a minha, e escuto a voz falando palavras em que não quero acreditar."

Avaliação: 



Sobre a autora: 



Escritora de coração, Joelle já produziu e estrelou diversas operas e musicais na região de Chicago antes de se tornar uma escritora em tempo integral. Além de adorar dar aulas de canto. Estreou na literatura com a série Rebecca Robins, mas ganhou o mundo com a trilogia distópica O Teste.