Resenha: Conquista - Trilogia Destino - Livro 3

11 agosto 2014

Edição: 1
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788581051840
Ano: 2013
Páginas: 360
Tradutor: Elise Olímpio
Adicione no "Orelha de Livro"
Compre AQUI - R$ 17,00
Sinopse: Em uma Sociedade que não permite escolhas nem imperfeições, um pequeno erro pode ser o elemento que faltava para iniciar uma revolução. 'Conquista' é a continuação de Destino e Travessia. No livro, a autora retoma a história de Cassia Reyes, jovem que pertence a uma sociedade controlada por um Estado totalitário ainda que nele não haja pobreza e a população tenha acesso a direitos básicos, como alimentação, moradia e emprego. O futuro de Cassia não poderia ser mais incerto agora que ela resolveu seguir para as sombrias Províncias Exteriores, campo de extermínio dos cidadãos banidos pela Sociedade. Ela está à procura de Ky Markham, com quem desenvolveu uma relação proibida, e que havia sido aprisionado, com um destino que se encaminhava para a morte certa.
Resenha: 
"Crenças e mitos estão amarrados tão firmemente que você nunca tem certeza sobre o que é lenda e o que é verdade."

Conquista é o terceiro livro da trilogia Destino. Finalmente, vamos descobrir com quem Cassia vai ficar e como eles vão burlar a Sociedade para enfim, encontrar a verdadeira liberdade.
Para quem não conhece a trilogia, esta é uma distopia. Em Destino, conhecemos Cassia, Xander e Ky. Jovens que vivem nesta Sociedade onde tudo é controlado. A Sociedade manda, eles fazem, não há liberdade de expressão e eles só aprendem o que a Sociedade julga necessário. Cassia se revolta depois de seu Banquete do Par. A Sociedade diz que seu par é Xander, mas um erro ocorre e ao invés de ser Xander, pode haver outro par para Cassia - Ky.

Em Travessia, Cassia decide deixar a Sociedade para trás e procurar sua verdadeira felicidade que está em Ky - onde quer que ele esteja. Cassia abre mão de sua família e amigos, em busca da Insurreição, um grupo que prega que todos devem ser livres, e tentarão colocar a Sociedade a baixo.


"Eu às vezes vejo nós três como pontos discretos, separados, e é claro que somos, cada um de nós um indivíduo. Mas Ky, Xander e eu temos que acreditar um nos outros para manter-nos a salvo."
Finalmente, Conquista vem para acabar com nossa curiosidade e finalizar com chave de ouro! Quando li o primeiro livro, fiquei tão encantada com a distopia apresentada que não via a hora de ler o próximo, mas me desanimei com o segundo volume e fiquei um tanto confusa com este, mesmo assim, valeu a pena acompanhar esses personagens memoráveis.

Ally Condie escreveu um história nunca antes imaginada. Nos faz imaginar como seria viver em uma Sociedade totalitária, que escolhe tudo por você. Nos tira o prazer do segredo, de poder fazer o que quiser, de escrever.... Tudo isso misturado a um romance fofo e muita aventura.


"Eu não odeio Ky. Eu o respeito. Mas isso não significa que ache que ele deve ficar com Cassia. Acho que ela deve ficar com quem quem quer que ela queira, e ainda acredito que possa ser eu no final."
Este livro foi um pouco cansativo no começo, uma narrativa arrastada, dividida em primeira pessoa entre os três personagens principais: Cassia, Xander e Ky. Mas depois da página 100, a leitura começou a fluir e me peguei desejando um final feliz para ambos. Eu amo distopias, fico pensando se aquilo escrito pode um dia tornar-se realidade, e é isso que faz deste livro uma leitura prazerosa - estamos chegando ao ponto de que tudo será banido? Onde o governo poderá tirar nossa liberdade de expressão? São questões para se pensar....



A capa é linda demais, mostra Cassia saindo da "bolha" que a Sociedade a impôs. Como nos demais livros, a capa é fosca com verniz localizado no título e na imagem. A diagramação é simples, mas muito bem feita, sem erros de revisão. Folhas amareladas e letras em um tamanho confortável, ajudam na leitura.
Enfim, leitura mais que recomendada para os fãs de distopias. Para quem  nunca leu nada do gênero, seria uma boa primeira impressão. 


"Por longos momentos, nenhum de nós fala. Quando coisas assim acontecem - quando o que deveria ajudar resulta em dano, quando um bálsamo traz dor ao invés de cura -, fica quão erradas podem se tornar até as escolhas que pretendem ser certas."

Confira as resenhas da Trilogia: 



Avaliação: 



Sobre a autora: 



Ally Condie é ex-professora de Inglês do ensino médio. Abandonou a profissão para se tornar mãe em tempo integral e, a partir daí, começou a escrever por hobby. Antes de Destino, publicou cinco outros romances para jovens. Atualmente vive com o marido e seus três filhos nos subúrbios de Salt Lake City, Utah.