Resenha premiada : Adeus à Humanidade - Marcia Rubim.

13 abril 2013



  • Autor: Marcia Rubim.
  • Editora: Novo Século
  • ISBN: 9788576796725
  • Ano: 2012
  • Páginas: 392
Sinopse:

Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão.Uma doença atual apagando a luz de uma vida.Somente sua mordida poderia curá-la.Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente. 

Resenha:

Stephanie é uma adolescente comum, como qualquer outra de sua idade. Mas essa sua singularidade é algo que a incomoda,principalmente quando comparada a mãe, ex-modelo fotográfica e até hoje uma mulher deslumbrante. Deslocada e um pouco frustrada com a sua aparência , Stephanie só divide suas inseguranças com a melhor amiga, mas até mesmo com ela é difícil se abrir, a certeza de não estar no lugar certo e algo constante em sua vida. Não importa a quantidade de pessoas que esteja a sua volta, a sensação de solidão esta sempre presente. Filha de pais separados, ela decide morar com o seu pai no exterior, e investir na areá da enfermagem, já que seu pai é um renomado hematologista.

(...)Às vezes eu parecia um peixe fora d’agua. Sentia falta de ter um objetivo, de fazer planos para o futuro. Não fazia parte de lugar nenhum neste mundo. (...) 

Quando enfim das coisas começam a se acertar, ela esta focada em seu estagio, uma ligação de sua mãe acaba com a sua paz. Seu padastro foi assassinado.E como se isso não fosse o suficiente, seu pai desaparece misteriosamente, deixando apenas um bilhete. Desesperada, Stephanie precisa voltar para o Brasil para ajudar sua mãe a retomar a vida. Mas, ao chegar, ela percebe que a situação esta pior do que imaginava, sua mãe esta a cada dia mais depressiva e seu irmão com problemas de saúde precisa de tratamento constante, mas o  dinheiro esta acabando, já que seu padastro não tinha emprego fixo.Sem alternativas, ela é obrigada a procurar emprego, mas com a falta de oportunidades em sua areá no Rio de janeiro, ela decide aceitar uma proposta para trabalhar em um hospital em São Paulo, mesmo precisando ficar longe de sua família.
 Ter de se adaptar a uma nova cidade e a um novo emprego já deveria ser suficientemente difícil, mas Stephanie ainda precisa enfrentar o Dr.Richard. O poderoso Richard, que nunca perdeu paciente nenhum, o medico dedicado que não mede esforços para atender os que precisam de seus cuidados, mas que também é  exigente,intolerante, mal- humorado, extremamente ignorante e o pior de tudo : incrivelmente sexy e bonito.
Dr. Richard não perde a oportunidade de implicar com Stephanie, e ela tenta a todo custo evita-lo, mas Richard é imponente e parece estar sempre por perto, mesmo quando ela tenta fugir. O que a deixa completamente mexida é perceber que apesar de tudo, ela sente a necessidade de estar perto dele, mesmo que o seu cérebro grite que ela deva odiá-lo.

(...)Dr.Richard ficou mais branco do que o costume e acabou virando furiosamente em minha direção.
-Foi a senhorita quem colocou este prontuario aqui?- interrogou, nitidamente nervoso.
-Sim, mas...
Como sempre, ele não deixou que eu explicasse.
-Enfermeira Stephanie, por acaso comprou o seu diploma? (...)

Quando decide se afastar por completo e pedir demissão, e o momento em que ela conhece uma nova faceta desse  contraditorio medico. Que por trás da fachada de medico competente e intocável, esconde um coração amoroso, meigo e protetor. Mas esse não é o único segredo de Richard, será que Stephanie esta preparada para descobrir a verdade sobre ele? será que o sentimento avassalador que os liga pode suportar a verdade sobre o passado  de Richard?
Como um amor tão improvável sobrevivera? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar;mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes?

(...)Não importa a eternidade que leve até que se encontre o verdadeiro amor, e sim a intensidade com que o sentimos quando ele se manifesta em nossas vidas.(...)

Eu sempre fico um pouco apreensiva de fazer resenha de livros que eu amo. Sim, eu amei esse livro, apesar de vampiros estarem completamente saturados. Inicialmente,  quando descobrimos que o vampiro é medico, é impossível não ligar a Twilight.Meu pensamento foi : "Carlisle, é você?". Ok, mas a comparação com twilight, começa e termina ai, acho qualquer outra comparação ofensiva (Le eu, arranjando briga com os twilighters, oi.).
Mas é verdade, não tem como comparar, a estoria é completamente envolvente, a narrativa é instigante, super fácil e leve , a leitura flui super rápido. Márcia Rubim soube envolver o leitor  do inicio ao fim.A linguagem usada é muito fácil, expressões do nosso cotidiano mesmo, nada de palavras difíceis que precisamos de um dicionario ao lado para manter a leitura, como acontece algumas vezes. Eu fiquei completamente apaixonada, pois atualmente, vampiro é algo que foi completamente saturado no marcado, que qualquer tentativa de traze-los de volta se torna clichê, mas palmas para a Márcia, ela conseguiu uma façanha, tornar um vampiro instigante e viciante, quando no momento, parece que todos eles são iguais.
Ok, ok, devo confessar que fiquei com muita raiva quando o Doutor- super sexy- Richard Hacket apareceu! ele é um ogro (desculpa sherek),  ele humilha a coitada da Stephanie, fiquei com muita raiva dele, e dela, quando me vem com aquela historia de se sentir atraída por ele. Deu vontade de esbofetear ele e gritar com ela, mas quando o romance finalmente acontece, você pensa: Eu quero o Richard pra mim!!! *-* Ele é engraçado, romântico, atencioso, sexy ... e mais um monte de adjetivos que eu não vou colocar aqui. Resumindo: PERFEITO. Stephanie tbm é uma mocinha e tanto, esquecendo o drama inicial de ninguém me ama e ninguém me quer e eu sou magra e feia, ela é uma batalhadora, super decidida, ela corre atrás do que quer, e foi isso que me fez gostar dela. Amo personagens decididos.
Vamos falar da capa!! QUE CAPA, por sinal. "Não julgue um livro pela capa", não, não faça isso, ok? mas em "Adeus a humanidade" a capa faz juz a historia. Fiquei completamente encantada, e faz bastante sentido, depois que vc conhece a estoria.
Para quem não sabe, Adeus à humanidade é uma serie,  mas ainda não tem data de previsão do lançamento do próximo volume, porque, acreditem ou não, não tem editora. Então, pessoal? vai ficar assim? eu quero mais Richard, e vcs? 

ESSE BLOG APÓIA A PUBLICAÇÃO DE "QUANDO A HUMANIDADE PREVALECE".


Vamos nos unir pessoal, fazer barulho no facebook e no twitter, vamos chamar a atenção da Novo Século, ou quem sabe de alguma outra editora... mas não podemos ficar sem a continuação né!!


Sobre a autora:

Marcia Rubim é odontóloga e pós-graduada em odontogeriatria pela UFF, Niterói/RJ, sua cidade natal. Dotada de múltiplos talentos no campo artístico — como a pintura, o desenho e o canto —, sempre adorou ler romances e histórias sobrenaturais. A paixão pela escrita veio mais tarde, e tornou-se um verdadeiro vício. Adeus à Humanidade é o primeiro livro de uma série que Marcia deseja colocar na cabeceira de todos os amantes da boa leitura pelo mundo afora.


Que tal ganhar um marcador autografado + um marcador ima de Adeus à humanidade???
Gostou da ideia?? hm??
a regra é simples: Basta deixar um comentário aqui na resenha, que reflita sobre o que achou da resenha ou do livro, nada de participei, amei e afins, esse tipo de comentário será ignorado. Assim que chegar a 25 comentários válidos, ocorre o sorteio, os participantes vão ser numerados conforme a ordem em que forem comentando!! 
NÃO ESQUEÇA DE DEIXAR O SEU EMAIL.