Resenha Premiada - O pássaro - Samanta Holtz.

25 janeiro 2013





  • Editora: Novo Século
  • ISBN: 9788575796381
  • Ano: 2012
  • Páginas: 480
Sinopse:

Caroline Mondevieu é filha de um poderoso Barão e tem tudo o que uma dama da época poderia querer: status, riqueza e um ótimo partido para se casar. Seus sonhos, no entanto, vão muito além de vestidos caros ou um bom marido; ela quer ser dona do próprio destino. Sua vida muda completamente quando encontra Bernardo, um charmoso domador de cavalos que parece ter o dom de irritá-la. Eles não conseguem se entender até quando percebem que, para alcançar o sonho em comum da liberdade, terão que passar por cima das suas diferenças e se unirem num arriscado plano que promete transformar suas vidas para sempre. Grandes emoções os aguardam em sua jornada; perseguição, mistérios, ciganos e o despertar de um sentimento que insiste em se manter escondido. Mas o que parece tão simples envolve muito mais magia e coincidências que eles podem imaginar, além da descoberta de segredos, até então, muito bem guardados. Uma história romântica e surpreendente que irá prender sua atenção desde a primeira página. Você está preparado?

Resenha:

Ganhei esse livro da queridíssima Ana Paula, como presente de aniversário, veio autografado e com dedicatória da autora!
Samanta Holtz escreve muito bem, ficamos instigados a ler o que acontecerá nas páginas seguintes e no meu caso varei noites lendo esse livro lindo, eu nunca tinha lido nada do gênero de autores nacionais, e me surpreendi, a começar pela capa muito bonita e pelo miolo feito em papel creme o que torna a leitura menos cansativa.
A estória se passa em 1227, num castelo feudal, onde vive Caroline Montevidéu, uma adolescente sonhadora, risonha e falante mas,  como todos ao redor, temia seu pai, Enézio, o barão de Montevideu a quem todos temiam e as mulheres da família eram submissas, muito conhecido na região por sua inflexibilidade e tirania.
Caroline desde muito cedo sempre buscou a liberdade, era à frente do seu tempo, não aceitava ordens de cabeça baixa, numa época onde mulheres eram criadas somente para cuidar da casa e procriar, ter casamentos arranjados por seus pais e acatar ordens de homens de todos os lados, ela somente queria ser dona do seu próprio destino, iniciando assim uma verdadeira guerra dentro de sua própria casa.

(...)As mulheres da casa não ousavam dirigir-lhe muitas palavras além das necessárias. Sua esposa Antonelle, oito anos mais jovem, por várias noites chorava a desilusão de lhe terem escolhido um marido tão frio e cruel.(...)pág 13

Antonelle, a mãe de Caroline, era submissa e obediente, vivia num casamento de fachada, infeliz, sofria nas mãos do barão, pois não conseguiu lhe dar filhos homens, então era desprezada e tratada como inútil.
As mulheres da nobreza eram praticamente obrigadas a terem filhos homens como garantia da linhagem e como únicos com direito a herança, as filhas teriam direito a “bons casamentos” arranjados por seus pais enquanto ainda eram crianças e dependiam da sorte de desposarem maridos que as respeitassem e futuramente viessem a amá-las, além de sustenta-las para o resto da vida, elas gostando ou não.
Como toda adolescente, Caroline também sonhava em encontrar um grande amor, e mesmo prometida em casamento a um rapaz nobre, Filip de La Friét, que no início gostou bastante, mas chegou à conclusão que o amava sim, mas como a um irmão, nada mais do que um bom amigo e confidente, e ela queria muito mais que isso para se entregar ao matrimônio. Começa aí a saga de uma garota que tenta se libertar das convenções sociais da época, das amarras de um pai tirano e do conformismo em ser apenas uma mulher onde os homens mandam e desmandam como bem entendem, dependendo dos interesses do momento, como convém.

(...)E se de repente, você descobrisse que a porta de sua gaiola nunca esteve realmente fechada(...)pág 161

Ela só queria ser dona do seu próprio destino, e inconsequente, decide fugir de casa junto com o destemido Bernardo, o jovem domador de cavalos da família, e buscar por si própria sua felicidade.
Com muita aventura e ação, O pássaro nos convida a refletir sobre a nossa busca interior pela verdadeira liberdade e pelo que realmente vale a pena lutar.

(...)Deixou-lhe cair o capuz, como se ele também significasse uma de suas amarras para aquela vida artificialmente bela e segura. Naquele momento, ela se declarava livre(...)pág 120


Como todo mundo já sabe, a linda da Samanta Holtz é nossa parceira, e ela enviou para nos marcadores autografados!! YEAH, é isso mesmo!! Vamos ter sorteio!
Como vai funcionar: 
é bem fácil, assim que a resenha chegar a 25 comentários válidos, nada de "participando" e afins, ok!? comentários VÁLIDOS. Vamos sortear 3 kits, e o que vai conter no kit: 1 marcador autografado de O pássaro + 10 marcadores sortidos + 1 mimo literário.
Para validar a sua participação deixa o email para contato junto no comentário! aaah, e não esqueça que seguir o blog tbm é uma das regras!!

O blog tem até 30 dias após o contato com o sorteado para enviar os brindes. Todos os participantes receberam via carta registrada.

LET'S GO!! *-*