Resenha - A irmã de Ana Bolena.

11 janeiro 2013


                       

        
  • Edição: 1
  • Editora: Record
  • ISBN: 8501073695
  • Ano: 2006
  • Páginas: 626                                     
Sinopse:

Aos 14 anos, a inocente Maria Bolena, su irmã mais nova, Ana, e o irmão George chegam à corte. À época, as grandes famílias aristocratas habitavam os arredores do palácio real e ter uma mulher de sua prole nas proximidades do leito do soberano era garantia de ascensão social. A doçura e beleza de Maria chamam a atenção do rei Henrique VIII. Como nova amante de Henrique VIII sua aventura amorosa é incentivada pelos irmãos. A conspiração da família, no entanto, sofre uma reviravolta e Maria precisa declinar de seu sonho e amor em nome de sua melhor amiga e rival - Ana. A irmã se aproveita da ausência de Maria durante um curto período e conquista a atenção do rei, substituindo Maria no papel de primeira-amante. Mas Ana quer mais do que isso, seu desejo de tornar-se rainha não tem limites e, ao mesmo tempo em que cresce o desejo de Henrique VIII por um filho legítimo, Ana planeja o que fazer para se livrar da esposa dele. Vai ser tornar rainha doa a quem doer. Toda a família Bolena envolvida em uma intriga ainda maior - a dissolução do casamento do soberano com Catarina de Aragão. Um dos períodos mais agitados da corte dos Tudor narrados com extrema eficiência histórica. Considerados o melhor romance do ano em que foi lançado.

Resenha:

Conheci a autora Phillipa Gregory  pesquisando sobre o rei Henrique Vlll e suas mulheres, devido a série The Tudors. O primeiro livro que li dela foi A princesa leal e  a maneira como ela escreve nos torna viciados em suas obras, são apaixonantes, principalmente para quem  gosta de romances históricos.
Claro que não é um livro em que é descrito perfeitamente a história como ocorreram os fatos, é romanceado, e sendo assim é um livro com aventura, intriga, traições, paixões, rivalidades e tudo o que torna a leitura mais dinâmica e interessante. 
Na visão da autora, Maria Bolena, então com 14 anos,  a primeira da família (bem manipuladora e interesseira por sinal) a se entregar aos “encantos” do rei, é  descrita como uma adolescente doce, muito  educada e bondosa não tão inocente como ele pensa, mas ela o encanta com seu jeito meigo e delicado. O rei então casado com Catarina de Aragão, a trai inúmeras vezes, mas as irmãs Bolena, Maria e Ana, foram as mais famosas, as primeiras que tiveram alguma importância em sua vida, muitas reviravoltas de um romance em que demonstra como Henrique Vlll era mimado, obcecado e muito egoísta. 
Esse livro deu origem ao filme "A outra" com a atriz Natalie Portman como Ana Bolena e Scarlett Johansson como Maria Bolena, muito bom também.

Sobre a autora:


Philippa Gregory nasceu no Quenia em 1954, mas mudou-se com a família para Bristol, na Inglaterra, quando tinha dois anos. Frequentou a Universidade de Sussex, onde um curso de Iniciação à História viria a mudar a sua vida. Até hoje já publicou 24 livros – muitos deles bestsellers. Philippa Gregory é doutorada em Literatura do Século XVII pela Universidade de Edimburgo e os seus romances refletem uma pesquisa e um pormenor histórico meticulosos. O seu período favorito da História é a época Tudor, sobre a qual já escreveu vários romances, alguns dos quais foram adaptados pela BBC a dramas históricos